Violeta se fue a los cielos e ao coração do povo

A- A A+

http://www.anovademocracia.com.br/92/13c.jpg

"Violeta se fue a los cielos" chegou às telas do cinema nacional em junho. O filme, dirigido por Andres Wood — mesmo diretor do premiado Machuca (2004) — e co-produzido por Brasil, Argentina e Chile, é um belíssimo e dramático retrato de Violeta Parra, que cantou, escreveu, pintou e bordou seu amor pelo povo.

O filme, uma livre adaptação do livro homônimo de Ángel Parra, filho de Violeta, já chegou ao Brasil como sucesso de crítica, de público e de prêmios. O mais recente, foi o de melhor filme do Festival Cine Ceará. Antes, foi o grande vencendor do Sundance Festival e Miami Festival (USA), do prêmio do público no Festival de Toulouse (França), de melhor atriz para Francisca Gavilán no Festival de Huelva (Espanha) e Guadalajara (México), etc. Participou em mais de uma dezena de festivais pelo mundo e foi o indicado ao Oscar e ao Goya, como melhor filme estrangeiro.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza