Voz que canta o Brasil

http://www.anovademocracia.com.br/92/12b.jpg

Um dos intérpretes brasileiros que ousa trabalhar um repertório requintado, com harmonias, orquestrações e arranjos refinados, em um tempo de músicas descartáveis, Gonzaga Leal se preocupa em resgatar obras de grandes compositores brasileiros, principalmente as menos conhecidas. Com discos temáticos que incluem maxixe, boi do maranhão, samba-canção, marchinhas de carnaval, moda de viola, choro, maracatu, música erudita e outros, Gonzaga se declara mais um entre muitos resistentes em favor da cultura brasileira.

— Faço parte de um grupo de artistas interessados na manutenção desse patrimônio cultural brasileiro. Somos pessoas que não estamos interessados em fazer concessões, e sim em continuar a ser artistas, fazendo um trabalho em que apareça a verdade de cada um. Somos os resistentes que estão na contramão da mídia, na contramão do mercado — afirma Gonzaga.

— Nasci em Serra Talhada, no interior de Pernambuco, em uma família muito musical. Meus pais cantavam no coral da igreja da cidade, e para isso minha mãe fazia preparação vocal com a cantora Rosa Pau-Ferro. Ainda bem menino, convivi com o maestro Moacir Santos, sempre tocando informalmente na casa dos meus avós. Assim, por volta dos treze anos comecei a estudar teoria musical com o maestro Edésio e também fazer preparação vocal com a Rosa Pau-Ferro — conta.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza