Congresso azeita mais e mais corrupção do velho Estado

As empreiteiras que pagam boa parte das campanhas eleitoreiras do PT estão em festa. No último dia 27 de junho, o senado aprovou a medida provisória que "flexibiliza" as licitações para os projetos do assim chamado Programa de Aceleração do Crescimento, vulgo PAC. O maior esforço sistematizado de empulhação por parte da gerência petista cujos objetivos últimos são atender a reivindicações das transnacionais por melhor "infraestrutura" para a empreendimento da rapina semicolonial e fazer fumaça ao atraso, à inoperância, à falência e à natureza antipovo do velho Estado brasileiro.

A Câmara já havia aprovado no dia 12 de junho, e o senado ratificou duas semanas depois, a extensão para as obras do PAC do Regime Diferenciado de Contrações. O RDC vem sendo adotado para escolher as empresas que fazem as obras ligadas à copa do mundo de 2014 e aos jogos olímpicos de 2016.

Entre outras facilidades para contratar as empreiteiras parceiras de cifras do gerenciamento petista, o Regime Diferenciado de Contratações permite "flexibilizações" da lei de licitações como a inversão das fases de habilitação e julgamento das propostas. Segundo os defensores, isso dá brecha para arranjos bons para ambas as partes, "simplifica o processo", uma vez que a administração do velho Estado pode se restringir ao exame dos documentos de habilitação somente do autor da melhor proposta, e não, como prevê a lei, de todos os licitantes que se apresentam como postulantes a abocanhar os recursos ditos "públicos". Todos arrancados do povo trabalhador, tendo em vista que os capitalistas gozam de isenções fiscais cada vez mais generosas.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro