Empreendedorismo: Como faturar alto com um templo

A- A A+
http://www.anovademocracia.com.br/94/11b.jpg
Dízimo diferente: o ego é 'purificado' pela cabeça

Para aqueles que carecem de qualquer tipo de restrição moral ou ética, trabalhar no ramo da religião é uma ótima opção. Além dos lucros próprios do empreendimento, totalmente livres de impostos, é possível integrar esta atividade com a política, as artes etc. potencializando os benefícios.

Na maioria das vezes os empreendedores deste setor procuram se focar em um público alvo. Alguns preferem abrir as portas dos seus templos somente para emergentes e celebridades. Outros se especializam no segmento gay, na "classe média" etc. Em geral, o mais importante é assegurar as contribuições do chamado dízimo por meio de um carnê, e depois tentar arrecadar algum extra.  

Aos trabalhadores mais pobres, a primeira diretiva dada é no sentido de que deixem de ir a os estádios de futebol e que parem de tomar uma cerveja com os amigos aos finais de semana. Ao desistir desses momentos de lazer, espertamente qualificados de pecado, a vítima recebe a segunda diretiva: doar o dinheiro que não gastou na sua diversão para o empreendedor. 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja