Mineiros combativos na Espanha, Itália e África do Sul

http://www.anovademocracia.com.br/96/15a.jpg
12 mil trabalhadores de uma mina de ouro entraram em greve

Menos de um mês depois da chacina de 34 mineiros de uma transnacional britânica na África do Sul, crime que aconteceu no último dia 16 de agosto, o país voltou a ser palco de ações radicalizadas por parte dos operários da extração mineral. No dia 5 de setembro, cerca de dois mil trabalhadores rebelados e armados com pedaços de pau ameaçaram queimar a mina de Marikana, onde aconteceu o massacre, e matar os gerentes da companhia proprietária da mina, a Lonmin.

A ameaça de atear fogo à mina teve como objetivo forçar a paralisação das atividades no local, uma vez que a retumbante greve dos mineiros resistiu à matança de dezenas de seus combativos protagonistas. Terceira maior produtora mundial de platina, a transnacional Lonmin vem, desde a chacina, se esmerando na mais barata demagogia a fim de tentar eximir-se da culpa por açular a polícia contra seus funcionários. A mais recente patuscada foi o anúncio de que a empresa vai financiar a educação de todos os filhos dos funcionários que foram mortos – mortos justamente no momento em que se mobilizavam para exigir melhores condições para sustentarem suas famílias.

A "justiça" da África do Sul chegou a indiciar 270 trabalhadores da mina de Marikana pela morte dos seus próprios companheiros, mas teve que voltar atrás na infâmia depois que a notícia causou profunda indignação entre o povo sul-africano.

No início de setembro nada menos do que 12 mil trabalhadores de uma mina de ouro explorada pelo grupo Gold Fields iniciaram uma gigantesca greve que prontamente foi declarada "ilegal" pela "justiça" sul-africana, que, como os judiciários de várias partes do mundo, costuma pavimentar com sentenças o caminho para sangrentas repressões.      

Na Espanha, a combatividade mineira voltou à cena principal da luta proletária menos de dois meses após a retumbante marcha de 19 dias que culminou com gigantescos protestos realizados em Madri com a solidariedade de classe de milhares de trabalhadores urbanos da capital espanhola. No fim de agosto trabalhadores da empresa Unión Minera del Norte (Uminsa), que integra o maior grupo espanhol de mineração, o conglomerado Victorino Alonso, iniciaram uma greve contra cortes de direitos e agravamento dos regimes de exploração no setor.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro