Nova onda de protestos em países árabes

A- A A+
Pin It
http://www.anovademocracia.com.br/96/13b.jpg
O embaixador ianque, Chistopher Stevens, foi moto em Benghazi, Líbia

Em meados de setembro, uma onda de protestos ocorreu em diversos países do Oriente Médio contra o filmeInnocence of Muslims (Inocência dos Muçulmanos), que, segundo os muçulmanos, faz uma sátira a Maomé e ao islamismo. Eles atribuem a produção do filme ao cinema ianque.

Multidões tomaram as ruas do Egito, Iêmen, Líbia, Líbano, Tunísia, Sudão e Jordânia. Diversas embaixadas do USA nesses países foram cercadas e destruídas pelos manifestantes.

No Sudão, a embaixada do Reino Unido e da Alemanha foi ocupada em Cartum, capital do país.No Iêmen, o USA teve de enviar um pelotão com 50 homens da marinha para reforçar a segurança dos diplomatas. No Líbano, os manifestantes incendiaram um restaurante da rede de fastfood KFC.Na Tunísia, o exército abriu fogo contra a multidão que tentava atacar a embaixada ianque na capital Túnis.No Egito, o gerente Mohammad Morsi foi à TV implorando para que a população interrompa as ações contra representações diplomáticas do USA.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Na Líbia ocorreu o ataque de maior repercussão internacional. O embaixador ianque Christopher Stevens foi morto na noite do dia 11 de setembro em um ataque ao consulado do USA em Benghazi. Stevens morreu junto a três funcionários.

Não faltaram os elogios rasgados da secretária de Estado, Hillary Clinton, e de Barack Obama ao embaixador. Hillary chegou a declarar que "esse foi um ataque que deveria chocar a consciência de povos de todas as crenças do mundo". Quanto às guerras de rapina, agressões, assassinatos em massa e demais crimes cometidos pelo USA contra os povos iraquiano, afegão, etc, certamente Hillary não perde seu sono nem choca sua consciência.

A maior "democracia" do mundo e seu "respeito" às mais variadas religiões e crenças parece abrir uma exceção quando se trata do posicionamento religioso dos povos árabes. As "autoridades" ianques correram às TVs para condenar os protestos no Oriente Médio. Agora, sobre a falta de respeito cometido pelo filme à religião alheia, nenhuma palavra.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja