Sírios vítimas do Estado e dos mercenários

http://anovademocracia.com.br/98/13-siria.jpg
Conflito já dura 19 meses e 300 mil sírios já deixaram o país

Enquanto continua a queda de braço entre mercenários do imperialismo e o Estado reacionário Sírio, os 20 milhões de habitantes do país seguem no meio do fogo cruzado. Segundo a mais nova denúncia da organização Human Wrights Watch, os aviões do exército de Bashar Al-Assad estariam atirando bombas de fragmentação nas áreas de conflito. Em 2010, o gerenciamento sírio se negou a assinar um tratado outorgado por mais de cem países que bania o uso da bomba.

O conflito na Síria já deixou 33 mil pessoas mortas segundo organizações internacionais de "direitos humanos". Ainda não existe uma estimativa do número de feridos. Contudo, sabe-se que no país não existe um sistema de saúde capaz de atender a crescente demanda por leitos nos hospitais. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 67% dos hospitais públicos da Síria foram afetados pelo conflito armado, sendo que 29% já se encontram fechados. Ainda segundo a OMS, de um total de 520 ambulâncias que estavam em funcionamen- Sírios vítimas do Estado e dos mercenários to no país antes do conflito, pelo menos 271 foram danificadas de alguma forma e 177 se encontram fora de serviço.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro