Cresce trabalho informal e desemprego real atinge 27 milhões

A- A A+

número de brasileiros que trabalham para empresas sem carteira assinada e sem seus direitos trabalhistas cresceu 4,5% (498 mil pessoas) em novembro de 2018.  o desemprego real (chamada “subocupação”) soma ainda 27 milhões de desempregado. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Especialistas” do mercado comemoram o aumento no número de trabalhadores informais, pois isto seria o início do aquecimento do mercado e aumentaria a capacidade de consumo das famílias. No entanto, a pesquisa do IBGE atestou que a renda média do trabalhador brasileiro segue estagnada com relação ao mês de outubro, o que significa que o consumo segue no mesmo índice e o mercado não aquece.

Os trabalhadores informais empregados dentro de empresas chegam a somar 11,6 milhões de pessoas e, por serem privados dos seus direitos básicos trabalhistas, são submetidos a um nível ainda maior de superexploração, baixos salários e horas de trabalho exorbitantes, tudo para gerar lucro máximo para os monopólios. Dentro desse contexto, o consumo tende a não crescer significativamente.

Ao todo, são mais de 40 milhões o número de trabalhadores sem carteira assinada, englobando os que trabalham para empresas privadas, os que são “por conta própria”, camelôs e outros tipos. O número de trabalhadores subocupados, ou seja, que não trabalham mais que 40 horas semanais, também cresceu em 4,7%, chegando a 7 milhões. Enquanto isso, o desemprego real – que soma os desocupados, subocupados e desalentados –, no entanto, segue altíssimo: 27 milhões de brasileiros e brasileiras.

A situação dos trabalhadores, sob o novo governo, deve agravar-se, aproximando-se ainda mais da miséria e do trabalho mais embrutecedor. Segundo o novo gerente, Jair Bolsonaro, para a economia melhorar as condições de trabalho “devem se aproximar da informalidade”, o que implica menos direitos, salários menores, enquanto seguem indo milhões de reais para as grandes empresas, por meio de isenção fiscal, subsídios e todo tipo de benesses.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja