RO: Intimidação e reintegração expulsam famílias camponesas de suas terras

A- A A+

Fileira de veículos da repressão cerca terras camponesas. Foto: G1.

Dezenas de policiais militares de três batalhões diferentes empreenderam uma covarde reintegração de posse contra cerca de três famílias camponesas no município de Pimenta Bueno, Rondônia, no dia 19 de fevereiro. A ação contou ainda com a presença de bombeiros e da Polícia Rodoviária Federal. As famílias tomaram e ocupavam as terras de um latifúndio improdutivo da região, para nele produzirem e viverem.

Segundo o monopólio da imprensa, paga pelo latifúndio da região, o grande contingente policial estaria lá “para garantir a segurança dos oficiais de justiça” contra os “invasores de propriedade rural”, referindo-se às famílias camponesas trabalhadoras como criminosas. Mas, o próprio monopólio não pôde esconder que as únicas parcelas produtivas do latifúndio são justamente àquelas ocupadas pelas famílias, fruto de seu trabalho.

As famílias não tinham qualquer vínculo com organizações da luta pela terra, motivo pelo qual foram despejadas sem grande dificuldade pelo velho Estado a serviço dos latifundiários. A expulsão das famílias, além disso, contraria o demagógico discurso do recém-indicado presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o general Jesus Correa, que havia afirmado que promoveria “reforma agrária” para os camponeses “sem negociar com intermediários”. Na ocasião, denunciamos que seu objetivo com essa "negociação sem intermediários" era isolar os camponeses de suas organizações de luta para melhor enganá-lo, retirar sua força de resistência e seguir negando-lhe a terra a favor do latifundiário.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza