Camponeses do Norte de Minas denunciam plano para expulsá-los de suas terras

A- A A+

Defender a posse dos camponeses do Olaria Barra do Mirador!

Ao povo de Miravânia, Cônego Marinho, Manga, Montalvânia, Januária e todo o Norte de Minas:

Denunciamos o sinistro plano dos latifundiários, especialmente 3J e Valtinho, para nos expulsar de nossas terras e de nossa cidade. Por meio de uma absurda reintegração de posse, destruir nossa comunidade onde vivemos e produzimos há 19 anos, mesmo nesse solo árido de toá, mas que nunca abandonamos!

QUEREM NOS EXPULSAR E TRANSFORMAR MIRAVÂNIA NUM DESERTO, onde só existam bois do Valtinho e vaqueiros escravos e puxa-sacos! Valter Santana Arantes (dono do Supermercado BH) foi preso ano passado na “operação Lava Jato” por roubar dinheiro público (lavagem de dinheiro) e quer continuar roubando o povo tomando as nossas terras.

Não vamos embora, nascemos aqui, onde trabalharam e viveram nossos avós e pais e não entregaremos nossas terras, nossos lotes parcelados com nossos esforços e apoio da Liga.

VAMOS LUTAR e defender nossas famílias, nossa dignidade, nossa produção, nossos animais e NOSSO DIREITO DE VIVER! Não vamos para as cidades grandes virar mendigos ou alvos para polícia treinar tiro, igual estão fazendo no Rio de Janeiro e em São Paulo!

O Brasil está vivendo uma gravíssima crise econômica, política e moral, com parlamento e governos corruptos e podres. São 27 milhões de desempregados e a primeira medida do governo Bolsonaro foi reduzir o salário mínimo, aprovar um pacote de leis contra o povo e agora tenta empurrar goela abaixo dos brasileiros a maldita reforma da Previdência.

Tudo que este governo e sua tropa de militares, que invadiram todos os postos importantes no velho Estado querem é arrochar a vida do povo retirando direitos dos trabalhadores e criminalizando sua luta por sobrevivência.   

No campo anunciaram uma guerra contra os pequenos e médios, camponeses, quilombolas e os indígenas. O presidente do INCRA agora é um general e já baixou a ordem que não recebe sem terra nem suas organizações, o negócio dele é o agronegócio e as mineradoras assassinas.

Para os latifundiários e os banqueiros, os sanguessugas da nação, entregam tudo: dinheiro, perdão de dívidas, isenção fiscal, regularizam terras griladas, liberam armas e licença ambiental para cometerem todos os tipos de crimes impunemente. Contra o povo que produz e constrói tudo nesse país esse governo ameaça com despejos e todo tipo de perseguição, até plantar roça, pescar, comercializar é considerado crime. O mesmo COPAM (Conselho de Políticas Ambientais) que nos persegue foi quem liberou a ampliação da mineração da Vale terrorista em Brumadinho, que assassinou centenas de pessoas. E acham pouco, querem nos matar de fome.

Expulsar os camponeses da Barra do Mirador é trazer mais miséria para nossa cidade!

No Norte de Minas todo mundo sabe que os municípios estão quebrados graças à essa mesma política de cortes no orçamento de tudo que deveria ser público e a serviço do povo, além de outras mazelas históricas de desvios de verbas e a velha política de favores e privilégios. As estradas, a saúde, a educação e o povo estão abandonados, até os professores eles deixam de pagar, mas tem funcionário do governo que recebe mais de 30 mil (o teto do alto escalão do judiciário é 39 mil reais mensais) e agora querem culpar o povo da esparrela a que o país chegou.

Nós compramos, pagamos honestamente e vendemos nossa produção nos comércios de Miravânia e cidades vizinhas, inclusive produzimos uma das farinhas de mandioca das mais apreciadas. Abastecemos nos postos de combustível, circulamos nas pequenas empresas de transporte e taxistas, geramos renda e produzimos alimentos de qualidade a baixo custo! E os parasitas latifundiários, o que trazem de bom para nossa cidade? Nada, só exploram e oprimem os pequenos!

Convocamos os moradores de Miravânia, Cônego Marinho, Montalvânia, Manga, Januária e região, pequenos e médios proprietários, povo Xakriabá, comerciantes, estudantes e professores, todos os honestos e de bem, todos os democratas a apoiarem a justa luta da Comunidade Olaria Barra do Mirador.

Essa terra é nossa!

Terra para quem nela vive e trabalha!

Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas e Sul da Bahia

Famílias Camponesas do Olaria Barra do Mirador

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anova[email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira