Norte de Minas: Trabalhadores da cidade e do campo tomam as ruas em defesa de seus direitos

A- A A+

Faixa conclama Greve Geral de Resistência Nacional durante manifestação em Montes Claros (MG)

No Norte de Minas, no dia 22 de março, ocorreram protestos na cidade de Montes Claros e Pirapora contra a “reforma da Previdência” do governo de Jair Bolsonaro, tutelado pelo Alto Comando das Forças Armadas, como parte do Dia Nacional de Mobilização para barrar os ataques aos direitos do povo.

Em Montes Claros, centenas de trabalhadores, convocados por diversos sindicatos, tomaram as ruas do centro comercial da principal cidade do Norte de Minas, enfrentando a (bem-vinda) chuva que caiu durante toda a tarde. Diferentes entidades como o sindicato dos professores da rede estadual (Sindiute) e dos professores da rede municipal de ensino (Educamoc), além dos sindicatos dos Tecelões, Correios, Vigilantes, Comerciários, entre outros, fizeram-se presentes, mostrando sua disposição em derrotar nas ruas a “reforma”.

Participaram ainda do protesto movimentos e entidades que apoiam e/ou organizam a luta pela terra, territórios e moradia, como a Liga dos Camponeses Pobres (LCP) do Norte de Minas e Sul da Bahia, a Comissão Pastoral dos Pescadores (CPP), o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o Centro de Agricultura Alternativa (CAA). Em sua fala, a representante da LCP ressaltou que “é urgente unir o povo da cidade e do campo para derrotar as medidas reacionárias deste governo latifundista, anti-operário, obscurantista e vende-pátria, tutelado pelo Alto Comando das Forças Armadas”.

O Comando de Luta pela Greve Geral distribuiu mais de 1,5 mil panfletos convocando o povo a se unir em torno da Greve Geral de Resistência Nacional! (leia o PDF na íntegra aqui). No boletim, cujo título conclama à 'Greve Geral contra a “Reforma” da Previdência! GREVE GERAL DE RESISTÊNCIA NACIONAL! Abaixo todas as medidas anti-operárias e vende-pátria do governo lambe-botas dos E.U.A!', além de explicar e denunciar os ataques contidos na “reforma” imposta pelos banqueiros e a necessidade de revogar a criminosa “reforma” trabalhista, o Comando convoca a população do Norte de Minas a se levantar contra a privatização da BR 135 (que liga Montes Claros até a capital Belo Horizonte) e a cobrança de pedágios; denuncia a entrega da base de Alcântara ao Estados Unidos e manifesta seu irrestrito apoio à luta pela terra.

O Comando de Luta pela Greve Geral já prepara novas atividades como a distribuição de panfletos por meio de piquetes nas portas de indústrias e obras de Montes Claros, reuniões e assembleias junto a comunidades camponesas, associações e sindicatos de trabalhadores rurais.

Unimontes: governador Zema/Novo foge de professores e estudantes

Na tarde do dia 22 de março, professores e estudantes da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) realizaram um protesto unificado contra o corte de verbas, sucateamento e a privatização da universidade. Membros do Comando de Luta pela Greve Geral participaram do protesto e distribuíram centenas de panfletos. Os manifestantes aguardavam a chegada do governador Romeu Zema/Novo que teria uma visita agendada à instituição. Fugindo do legítimo protesto, Zema reuniu-se com o reitor Antônio Alvimar Souza na sede da 11º Região Integrada de Segurança Pública (RISP), escoltados pela Polícia Militar.

Pirapora: operários, camponeses e servidores públicos unidos

Entre os dias 19 e 22 de março, operários, servidores públicos, pescadores, camponeses e a juventude dos municípios de Pirapora e Várzea da Palma realizaram uma série de atividades como parte do “Dia Nacional de Lutas, Mobilizações, Paralisações e Greves”.

Foram realizados piquetes em frente a indústrias têxteis e metalúrgicas, reuniões e assembleias em universidades, escolas e colônias de pescadores.

Segundo comunicado divulgado após a realização da primeira reunião entre entidades e movimentos populares, há uma grande mobilização nos municípios “rumo à greve geral!”, que já conta com a participação do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Pirapora; Sindicato dos Trabalhadores Têxtis de Pirapora; Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Várzea de Palma; Sindicato dos Servidores Municipais de Pirapora; Sindicato dos Servidores Municipais de Várzea de Palma; Colônia de Pescadores de Pirapora Z-2; Conselho de Desenvolvimento Rural de Pirapora, Movimento dos Trabalhadores Camponeses Sem Terra (MTCSP), Frente Nacional de Lutas (FNL) e Levante Popular da Juventude.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Mário Lúcio de Paula
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira