RJ: Moradores fecham rua contra a morte de Lucas Brás

A- A A+
Pin It

Moradores protestam contra o assassinato de Lucas. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Moradores da comunidade Parque Royal, localizada na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, fecharam a Estrada das Canárias, que fica nas imediações da comunidade, em protesto ao assassinato de Lucas Brás, de 17 anos. A população afirma que a PM disparou com um fuzil nas costas do jovem enquanto este retornava do seu curso de informática. A manifestação foi realizada há mais de uma semana, na tarde de 29 de março.

A Polícia Militar afirmou em comunicado oficial que o jovem era um marginal que entrou em confronto com os PM’s e por isso foi alvejado, afirmando também que este portava pistola e uma pequena quantidade de maconha. Além desse fato ser negado pelas testemunhas do ocorrido, o pai do jovem reforçou a negação da versão oficial nas redes sociais, afirmando que se trata de uma postura covarde dos policiais.

— A PM está acusando o meu filho de ser bandido, ele estava voltando do curso. Pagou a auto-escola ontem. Ele não era envolvido com o tráfico. O que estão fazendo é uma covardia  desabafou o pai, que não será identificado por razões de segurança, nas redes sociais.

Segundo a declaração de um amigo da família de Lucas, que não desejou ser identificado, no momento do crime não estava tendo operação policial e a PM já chegou no local atirando para o alto, enquanto moradores desciam do transporte coletivo.

— Não estava tendo operação policial. Lucas desceu da van e no que atravessou a rua veio o carro da polícia. Deram tiro para cima e todos correram, menos ele. Creio que não tenha entendido o que estava acontecendo. Em seguida foi atingido  disse o amigo em entrevista ao jornal Extra.

O jovem deu entrada no Hospital Municipal Evandro Freire, mas logo em seguida não resistiu aos ferimentos. Ao encontrar o corpo do filho, o pai do jovem o viu apenas com a bermuda, camiseta e o tênis que ele usou no dia do crime, além da carteira de identidade levava no bolso. A mochila com o seu material escolar desapareceu.

Lucas fazia curso de informática no bairro de Bonsucesso e estudava a noite na Escola Estadual Leonel Azevedo, na Ilha do Governador.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja