Denúncia grave: Revolucionário Luis Armando Fuentes (Comandante Gato) é assassinado no México

A- A A+
Pin It

Cartaz produzido pela Corrente do Povo - Sol Vermelho, do México


Recebemos na Redação de AND esta nota com a grave denúncia do assassinato de Luis Armando Fuentes Aquino (o 'Comandante Gato'), membro da Corrente do Povo Sol Vermelho, do México, no último dia 11 de abril. Compartilhamos com nossos leitores e leitoras a nota dos comunistas mexicanos traduzida e adaptada.


Ao magistério democrático da CNTE
Às organizações irmãs
Ao grosso do movimento popular
À nossa militância

Informamos sobre o covarde assassinato do nosso camarada Luis Armando Fuentes na tarde da última quinta-feira, 11 de abril de 2019, na comunidade de San Francisco Ixhuatán.

Nosso companheiro Luis foi emboscado em uma ação paramilitar e assassinado com um tiro na cabeça por sujeitos ainda desconhecidos. Os eventos ocorreram por volta das 19h quando nosso camarada se dirigia para a comunidade de Cerro Grande, na qual era originário.

O camarada Luis Armando foi Agente Municipal de sua comunidade durante o período de 2011-2013, tempo em que envabeçou a luta de diversas comunidades pela obtenção dos recursos de los Ramos 28 y 33 para o desenvolvimento comunitário. Da mesma forma, em 2012, iniciou a Greve de Pagamentos contra as Altas Taxas de Energia Elétrica, a qual se espalhou a mais de uma dúzia de comunidades na Zona Oriental de Istmo.

Como pescador, nosso camarada chegou a organizar as Cooperativas de Pesca e os chamados Grupos de Pescadores Livres na Zona Oriental e Istmo, junto a quem desenvolveu importantes lutas em defesa da pesca ribeirinha e contra o abuso e corrupção das autoridades federais, incluída a Secretaria Armada do México, que desde sempre cometeu toda classe de abuso e roubo contra os pescadores empobrecidos.

O camarada atuava como integrante da Comissão em Defesa da Terra e o Território da Zona Oriental de Istmo. Era membro do Comitê Regional de Istmo de nossa organização e participava assessorando a novas comunidades contra as chamadas "Zonas Econômicas Especiales-Plan para o Desenvolvimento de Istmo".

O camarada participou na formação de Autodefesas Populares em diversos municípios de Istmo de Tehuantepec defendendo os direitos dos povos indígenas para estabelecer suas próprias formas de governo, métodos de justiça e segurança comunitária contra a delinquência organizada e o saque de recursos naturais.

A última atividade que o camarada desenvolveu em vida foi a frente do bloqueio de caminhões na altura de Ostuta, no último dia 10 de abril, durante a segunda fase de nossa Jornada por Justiça e Direitos do Povo, desfraldando com firmeza o aparecimento com vida de nosso camarada Ernesto Sernas [que encontra-se desaparecido] e a realização dos Cinco Pontos que demanda nossa organização. 

Por toda esse trabalho de ferro como defensor do território, o camarada havia recebido ameaças por parte de autoridades de diferentes municípios da zona, assim como também de funcionários federais da Comissão Federal de Eletricidade, bem como do crime organizado, a quem o trabalho de nosso companheiro incomodava.

Responsabilizamos este assassinato aos governos estadual e federal, já que, com sua ação e implementação de políticas antipopulares de saqueio de recursos naturais e desapropriação de terra e território, tem violentado a forma de vida de nossas comunidades, estendendo a insegurança e fomentando a guerra contra o povo e o terrorismo de Estado.

Ante a repressão e as campanhas de assédio do velho Estado, responderemos com maior organização e combatividade nas ruas. O sangue de nosso camarada Luis Armando rega a luta pela Revolução de Nova Democracia que varrerá as três montanhas que oprimem o nosso povo: o latifúndio, o imperialismo e o capitalismo burocrático.

Exigimos justiça e castigo para os culpados!

Camarada Luis Armando vive na luta!

Abaixo a guerra contra o povo e o terrorismo de Estado!

Não a Guarda Nacional e a militarização do país!

Não aos megaprojetos de desapropriação e morte!

Abaixo as medidas antipopulares do regime!

Com o Sol Vermelho [Sol Rojo], o povo vencerá!

CORRENTE DO POVO SOL VERMELHO / CORRIENTE DEL PUEBLO SOL ROJO


Solidariedade internacional

Mensagem do Comitê de Construção do Partido Comunista maoista da Galícia:

"Camaradas:

Com profundo pesar ficamos sabendo do covarde assassinato do camarada Luis Armando Fuentes, "Comandante Gato", da Corrente do Povo Sol Vermelho do México, pelas mãos de assassinos a soldo do velho Estado mexicano.

O camarada Fuentes era um firme lutador das causas populares e isso converteu ele em alvo da ira dos ricos e poderosos, que uma vez mais mancham suas mãos com o sangue do povo e seus melhoros filhos. Estamos seguros que, mais cedo que tarde, suas mãos serão cortadas e suas cabeças jogadas para os chacais.

Expressamos publicamente nossas dor e ódio de classe, assim como compartilhamos o pesar com nossos camaradas da Corrente do Povo Sol Vermelho, unidos pela invencível ideologia do marxismo-leninismo-maoismo, tomando como principal o maoismo, terceira e superior etapa de nossa ideologia.

Honra e glória aos heróis do povo!"

Cartaz confeccionado pela Frente de Defesa das Lutas do Povo (FDLP) do Equador:

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja