PA: Memória à Guerrilha do Araguaia em Escola Estadual de Marabá

A- A A+

No dia 12 de abril, em Marabá, Pará, o Comitê de Apoio ao jornal A Nova Democracia, as Brigadas Populares, o CEPASP e os estudantes e professores da Escola Estadual de Ensino Médio Liberdade promoveram palestras e debates em memória da Guerrilha do Araguaia, resultado de uma semana de preparação da jornada, com a participação dos atores citados na produção de memorial, painéis e da mística.

A Escola Liberdade mantém um espírito de luta, voltada para o envolvimento da comunidade, dos estudantes, professores e demais servidores, em atividades culturais e políticas. Dinâmica que guarda desde a ocupação da área por famílias sem moradia, em 1986, para construir o bairro Liberdade.

Pela manhã, a mística ficou por conta de alunos que representaram camaradas guerrilheiros(as) assassinados(as) pelas forças militares, dando ênfase para a coragem de cada um e cada uma que tiveram suas vidas roubadas em defesa de um povo livre e soberano, contra a ditadura militar.

Foi formada uma mesa de palestrantes composta por Janailsom, professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará; Cleidineuza, camponesa que participa das lutas pela terra na região da guerrilha, desde 1982; Liliam, uma jovem estudante do Instituto Federal do Pará; e Raimundinho, das Brigadas Populares, na coordenação. Participaram da palestra vários professores e em torno de 200 estudantes.

Durante a tarde foi exibido o filme Araguaia, Presente! para os estudantes e professores, com debate, que contou com sessenta estudantes, que, em grande maioria, assistiram todo o filme com bastante atenção, tanto para as cenas como para as falas.

Foi feito uma boa divulgação do jornal, com distribuição de duas edições. O curioso é que os jornais foram expostos em uma banca na área dos painéis e das palestras. A pessoa responsável pela venda e doação dos jornais se afastou um pouco da banca e quando voltou não havia mais nenhum exemplar.

Consideramos muito bom o envolvimento e participação de professores e estudantes na construção e realização do dia, pelas atenções voltadas para as falas do(as) palestrantes. O professor Janailsom ressaltou a importância do debate sobre um tema que é parte da história do Brasil e da região. A camponesa Cleidineuza ressaltou que a guerrilha deixou como legado a esperança e a vontade de lutar por terra, saúde, educação e contra o latifúndio. Já a estudante Liliam ressaltou: ”Precisamos tomar esta luta [da guerrilha] para nós, para não cair no esquecimento”.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza