Movimento camponês realiza atos por todo o Maranhão

A- A A+
Publicamos a seguir relato enviado por um militante do movimento Fóruns e Redes de Cidadania, movimento camponês que atua no Maranhão em defesa da terra para quem nela vive e trabalha.

Os Fóruns e Redes de Cidadania realizaram um grande chamado pelo 1º de Maio, dia do trabalhador, mobilizando militantes em 16 municípios.
"POVO NAS RUAS PARA DERROTAR A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Na manhã desse dia 01 de maio, centenas de pessoas tomaram as ruas de vários municípios maranhenses para protestar contra a reforma da previdência.

Sob a coordenação dos Fóruns e Redes de Defesa da Cidadania do Maranhão, populares percorreram as ruas das cidades.

Além da repulsa ao projeto da reforma da previdência, as pessoas também denunciaram a prisão política de 5 camponeses e pescadores, da cidade de Arari, presos há mais de 60 (sessenta) dias por ordem do juiz daquela comarca, e as péssimas condições de vida nos Povoados, alguns sem ao menos acesso.

Os protestos foram realizados com muita animação, proferindo as palavras de ordem, bem como, cantando as varias canções populares.

Na cidade de Arari, de onde os trabalhadores presos são, o governo tentou intimidar a cidadania com uma grande quantidade de policias na cidade e bloqueio de parte da rua que se encontra o Fórum de Justiça.

Mesmo assim, os manifestantes em Arari realizaram ao final da caminhada uma grande assembléia popular do Sindicado dos Trabalhadores e trabalhadoras rurais momento em que as organizações sociais fizeram o planejamento de outros protesto, principalmente a greve geral no próximo mês.

Os atos coordenados pelos Fóruns e Redes de Cidadania aconteceram em:

São Bernardo
Chapadinha
Urbano Santos
Belagua
Primeira Cruz
Vargem Grande
Presidente Vargas
Itapecuru
Santa Rita
Anajatuba
Cantanhede
São Mateus
Santa Luzia
Acailandia
Arari
São Luís

POVO UNIDO E ORGANIZADO
LUTA E VENCE!"

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira