Europa: Partidos Comunistas lançam boicote às eleições da UE

A- A A+

Partidos Comunistas e organizações maoistas emitiram um comunicado conjunto no qual lançam uma campanha continental de boicote à farsa eleitoral que renovará o Parlamento Europeu. Os signatários representam sete países Europeus, sendo quatro deles países membros da União Europeia (UE).

Os partidos e organizações são os Comitês para a Fundação do Partido Comunista (Maoista) da Áustria, o Coletivo Bandeira Vermelha da Finlândia, o Partido Comunista Maoista da França, o Comitê Bandeira Vermelha da Alemanha, além do Partido Comunista da Turquia/Marxista-Leninista, o Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização) -- responsável pelo trabalho internacional do Partido Comunista do Peru -- e a Liga Comunista da Noruega.

A campanha continental representa um salto na unidade de ação dos maoistas no continente. Segundo a declaração, as eleições que serão realizadas nos dias 23 a 26 de maio não servem para nada, a não ser renovar o chamado "Parlamento Europeu que não decide nada".

"Esta verdade é bem compreendida pelas massas dos países da UE, uma vez que quase 56% dos eleitores se abstiveram nas eleições de 2014. Isto demonstra que a maioria das massas entende que esta eleição é apenas poeira nos olhos, como as outras que ocorrem no sistema capitalista", afirmam os maoistas.

Os partidos e organizações maoistas reforçam a tese de que o boicote eleitoral deve servir a reforçar nas massas as posições combativas e de rechaço à velha democracia, preparando o caminho para o início da revolução nesses países.

"Unimo-nos sob o slogan 'Sem eleições, revolução!'. Que se quebrem as tendências conciliatórias e que se afirme que só a revolução, através da estratégia da Guerra Popular Prolongada, dirigida pelos partidos comunistas, pode permitir à classe operária e às massas exercerem o poder sob a forma de uma ditadura do proletariado; isto só pode ser alcançado dessa forma e não com uma eleição. Reconhecendo o desenvolvimento desigual da revolução proletária, também rejeitamos firmemente as teorias revisionistas, como a 'revolução européia', que tenta implementar idéias liberais no movimento revolucionário e, assim, liquidar a luta pela destruição da União Européia", disparam.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja