Rondônia: 30M terá protesto contra cortes na educação e a 'reforma' da Previdência em Porto Velho

A- A A+

Em 30 de maio, protesto convocado por entidades estudantis e apoiado por entidades sindicais se lança na defesa da Educação Pública e contra os cortes no orçamento do MEC. Em Porto Velho, o ato unificado ocorrerá a partir das 16h na praça Marechal Rondon.

Fruto de ampla mobilização estudantil decorrente dos protestos de 15 de maio contra os cortes no orçamento da educação, a Universidade Federal de Rondônia (UNIR), em Porto Velho, criou um Comando Unificado de Luta de Estudantes, Técnicos e Docentes. Em plenária unificada de 21 de maio, deliberou-se por convocar o ATO UNIFICADO CONTRA OS CORTES NO ORÇAMENTO DA EDUCAÇÃO e CONTRA A “REFORMA” DA PREVIDÊNCIA, além de aprovar PARALISAÇÃO GERAL NO DIA 14/06 – GREVE GERAL CONTRA A "REFORMA" DA PREVIDÊNCIA.

Seguindo a agenda nacional orientada pelo SINASEFE, ANDES e CNTE, as entidades estudantis da UNIR, conjuntamente com o comando unificado e outras entidades de classe, estão em intensa mobilização nas escolas, no Instituto Federal e na Universidade. O IFRO terá aulas até às 15h, uma vez que a categoria de técnicos e docentes aprovou participar do ato unificado. Grêmios estudantis também têm mobilizado os estudantes secundaristas. Na UNIR, além do Comando Unificado, assinam a convocatória do Ato os Centros Acadêmicos de: Direito, Medicina, Enfermagem, Psicologia, História, Filosofia, Ciências Sociais, Química e a Executiva Rondoniense de Estudantes de Pedagogia (ExROPe). Em Assembleia Geral dos Estudantes da UNIR, realizada em 27 de maio de 2019, em dois turnos, a proposição de ato unificado foi aprovada pela maioria dos presentes.

Outra atividade de mobilização será a plenária unificada a ser realizada em 28 de maio, no auditório Paulo Freire, no campus da UNIR, com o objetivo de discutir os impactos dos cortes na UNIR, IFRO e na rede pública estadual, além de discutir os ataques à autonomia universitária. A atividade visa reforçar o ato do dia 30/05 e a convocação da greve geral de resistência nacional no dia 14/06.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza