STF permite venda de subsidiárias estatais sem consultar parlamento

A- A A+

O Supremo Tribunal Federal (STF) permitiu que o governo (poder Executivo) venda todas as subsidiárias de empresas estatais sem a permissão do parlamento, após julgamento que foi concluído no dia 6 de junho. A decisão da Corte também prescinde de licitações, quando a venda implicar perda de controle acionário.

Votaram favoráveis à privatização das subsidiárias sem permissão do Congresso os ministros Alexandre de Morais, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e Dias Toffoli. Ricardo Lewandowski e Edson Fachin votaram para que o Congresso permitisse toda e qualquer venda de empresa estatal, subsidiária ou não.

A matéria é de interesse do governo de Bolsonaro e dos generais, pois é parte do seu plano contrarrevolucionário entregar mais o país ao imperialismo e de debilitar a fração burocrática da grande burguesia em função da fração compradora da mesma classe, e tudo sem depender do aval e do controle legislativos.

As subsidiárias são subdivisões das empresas estatais que ocupam-se de partes específicas do processo de produção ou circulação de uma estatal determinada, à qual subordina-se. Ao todo, o Brasil acumula 134 empresas estatais e 88 subsidiárias. Somente a Petrobras, por exemplo, possui 36 subsidiárias.

A decisão do Supremo é parte ainda de uma maior centralização de poder no Executivo que, agora, não dependerá mais do aval do Legislativo para esse tipo de operação. É parte do processo de reacionarização que impõe restrição e perda de funções do poder Legislativo e passa a concentrá-los nas mãos do Executivo, em função de aplicar rápido e mais profundamente as medidas impostas pelo imperialismo.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja