Índia: Maoistas são assassinados em suposto 'encontro'

A- A A+

Foto ilustrativa

Combatentes do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoista), foram assassinados pela Força Tarefa Especial (FTE) no último dia 6 de Julho entre as aldeias de Khallari e Mechka, no estado de Chhattisgarh, na Índia.

O fato, que foi apresentado como um "encontro" (argumento que as polícias indianas usam para justificar assassinatos), aconteceu quando a FTE realizava uma operação antiguerrilha na selva. Segundo fontes policiais, o "confronto" durou cerca de 30 minutos e acabou com os cinco maoistas mortos, dentre eles três mulheres. 

Não foram registradas mortes nas forças policiais, o que, novamente, dá a entender que elas cometeram assassinatos a sangue frio, e posteriormente usaram a justificativa de morte por combate. Essa é uma prática criminal amplamente conhecida e denunciada pelos revolucionários indianos.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja