Índia: Ministro do Interior cogita usar exército para combater maoistas

A- A A+

Ministro cogita usar tropas de repressão do velho Estado indiano para combater a invencível Guerra Popular dirigida pelos maoistas. Foto ilustrativa

O ministro do interior da índia, Nityananda Rai, afirmou durante um discurso que o governo indiano não descarta utilizar o exército reacionário para combater os guerrilheiros do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoista).

Essas declarações deixam claro o fracasso dos grupos paramilitares e da Força Policial da Reserva Central (FPRC) em combater os revolucionários maoistas, que, dia após dia, derrotam o podre e velho Estado indiano.

O ministro disse: "Se os maoistas não aceitarem a iniciativa do governo de transformar suas formas, seguindo o esquema atraente de reabilitação, o governo seria forçado a considerar a opção de usar o exército para esmagá-los".

O desespero do velho Estado indiano cresce à medida em que ele não consegue derrotar e, muito menos, negociar com os combatentes maoistas. Os reacionários não estão acostumados e nem sabem lidar com comunistas armados com a ideologia do proletariado, o marxismo-leninismo-maoismo.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja