39º ENEPe: Estudantes marcham e queimam bandeiras do USA e Israel

A- A A+

Manifestantes incendeiam bandeiras do USA e de Israel durante manifestação do 39º ENEPe. Fotos: Banco de dados AND

O bairro de Pimentas, na periferia de Guarulhos, tornou-se palco de uma grande manifestação no final da tarde do dia 25 de julho. Ela ocorreu durante a realização do Encontro Nacional de Estudantes de Pedagogia (ENEPe), como forma de demonstrar a combatividade do evento e a insatisfação de todos presentes contra os ataques aos trabalhadores, camponeses, estudantes e juventude promovidos incessantemente pelo fascista Bolsonaro, tutelado pelo Alto Comando das Forças Armadas. 

Os estudantes se concentraram na entrada da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e marcharam pelas ruas, entoando palavras de ordem, tocando bumbos e tambores e hasteando bandeiras. Dentre os movimentos presentes estavam a Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia (ExNEPe), o Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), a Unidade Vermelha Liga da Juventude Revolucionária  (UV-LJR), Alvorada do Povo (AP), o Movimento Fagulha e Brigadas Populares. 

No mesmo dia, horas antes, os estudantes haviam feito uma assembleia para organizar e deliberar o ato, em que se decidiu que o principal conteúdo da manifestação seria de se posicionar contra os cortes na educação e a “reforma” da Previdência, ambas as agressões perpetradas pelo governo reacionário de Jair Bolsonaro e tutelado pelo Alto Comando das Forças Armadas. 

Leia também: 39º ENEPe combativo reúne 600 estudantes em Guarulhos

O grupo saiu, então, às ruas, entregando panfletos e explicando às massas de trabalhadores nas ruas sobre a intenção daquela manifestação, sobre a luta contra a privatização do ensino público, contra a “reforma” da Previdência e pela Greve Geral de Resistência Nacional. Chegando em um terminal de ônibus, onde se concentrava um grande número de trabalhadores voltando para suas casas, os estudantes entoaram palavras de ordem como Trabalhador, pode se rebelar, por essa crise você não tem que pagar! e Se você paga, não deveria, educação não é mercadoria!

Por meio de um jogral, os estudantes denunciaram o fascista Bolsonaro e seus generais, bem como suas tentativas de privatizar a educação pública e sua subserviência ao imperialismo ianque. Os futuros pedagogos também achincalharam a farsa da “reforma” da Previdência que, em conluio com o Congresso de corruptos, visa saquear a aposentadoria da população e agrava sua já péssima condição de vida.

Leia também: Estudantes de Pedagogia lançam vídeo sobre o vitorioso 39º ENEPe

Seguindo o trajeto até o Shopping da região, os manifestantes seguiram conclamando os trabalhadores a se juntarem à Greve Geral de Resistência Nacional e a defenderem a educação pública. É greve de ocupação, nem sucateamento, nem privatização, gritavam os jovens. Ao passar, recebiam fervorosas demonstrações de apoio dos transeuntes que buzinavam, acenavam das janelas e gritavam em aprovação às justas reivindicações das faixas. 

Ao final da manifestação, como parte da campanha internacional pela liberdade dos presos políticos democráticos e revolucionários, os estudantes prestaram solidariedade aos indianos Ajith e professor Saibaba, ambos lutadores populares criminalizados e jogados nas masmorras do velho Estado indiano. Outro que foi lembrado pelos estudantes foi o advogado e pesquisador mexicano Ernesto Sernas, desaparecido em maio de 2018.

Estudantes se reúnem antes de sair em passeata

Cartazes em apoio aos presos políticos da Índia e do México

Trabalhadores em educação também marcaram presença

Estudantes tomam as ruas de forma combativa

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja