USA: Tiros são disparados contra escritório de agência de imigração do governo

A- A A+

No dia 13 de agosto, vários tiros foram disparados contra dois prédios onde funcionam escritórios do Serviço de Imigração e Controle Alfandegário (ICE) do USA. O FBI, que investiga o fato, afirmou que os tiros foram deliberados contra o escritório.

Os tiros foram efetuados por volta das 3h da manhã em plena terça-feira, em dois prédios vizinhos. Os disparos acertaram os andares dos respectivos prédios onde funcionam escritórios do ICE. Nenhuma prisão foi efetuada e ninguém ficou ferido.

Segundo Christopher Combs, chefe de operações do FBI na cidade, os ataques foram precedidos por investigações e pesquisas, pois nenhum outro escritório foi atingido. Ele confirmou ainda que os tiros foram "um ataque muito bem direcionado".

Esse é o quatro ataque recente empreendido contra instalações do ICE no USA, cujos precedidos ocorreram em Washington DC, Tacoma, Aurora, Colorado e outros locais, todos em julho.

Revolucionários pronunciam-se

O portal revolucionário estadunidense Incendiary News, ao noticiar o ocorrido, emitiu um comentário, assinado pelo Conselho Editorial. Nele, o Conselho afirma: “Ações armadas dispersas, como essas, estão sendo tomadas contra o ICE. Isso é apenas um presságio para os inimigos de classe. Em um futuro não tão distante, essas ações dispersas devem ser centralizadas e organizadas com o poder total da classe operária por trás delas, e então todos os inimigos do povo estarão se esquivando para se proteger”.

“O que realmente mantém Combs e outros agentes federais acordados à noite não são os disparos, ou até mesmo tiros de armas potentes, mas o fato de a opinião pública sobre o ICE ser tão baixa que a maioria das pessoas espera ansiosamente a notícia de que os agentes foram atingidos, ou pelo menos atingidos pelos vidros quebrados. Acima de tudo, as massas estão sonhando em conquistar o poder hoje expresso em instituições como o ICE, um fato que reacionários como os Combs estão tomando consciência”, declarou o Conselho Editorial.

Christopher Combs, ano passado, em uma conferência de imprensa. Foto: Stephen Spillman/EPA, via Shutterstock

O Conselho também acrescenta que “os atiradores, quem quer que sejam, seriam mais valiosos organizados em um Exército Vermelho que esteja a serviço do povo, que seja disciplinado e perspicaz e que tenha o objetivo de construir o socialismo, não apenas atirando em edifícios temporariamente desabitados pelo inimigo. Embora ninguém no nosso jornal esteja perdendo o sono com as janelas sendo alvos de tiro, ou com as preocupações do ICE e do FBI, é correto insistir em ações maiores e melhores, que só são realizadas através de trabalho paciente, através do desenvolvimento das formas organizacionais que o proletariado e os imigrantes necessitam para fazer uma revolução anti-imperialista. Em primeiro lugar, esse é o Partido Comunista, cercado pelo seu Exército Vermelho, que realiza seu trabalho entre o povo que desenvolve a Frente Unida. Com estas três armas, nenhum centro do ICE ficará de pé e todos os traidores cairão diante do povo”.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza