Palestinos resistem à polícia israelense em templo durante festividade

A- A A+

No dia 11 de agosto, quando se iniciava a festividade muçulmana de Eid al-Adha (festa do sacrifício), palestinos foram covardemente atacados pela polícia israelense ao se oporem à entrada de judeus fanáticos no terceiro lugar mais sagrado para o Islã, o complexo de Al-Aqsa, localizada na Jerusalém Oriental, ocupada e colonizada pelo Estado de Israel. 

Segundo os palestinos, grupos extremistas formados por colonos judeus tentavam entrar no sítio, o que, a princípio, havia sido proibido por “autoridades” israelenses, mas depois permitido. Ao menos 1,7 mil judeus fanáticos entraram no local, causando indignação nos palestinos e despertando o sentimento patriótico anticolonial. 

Os palestinos bloquearam, então, os portões, para impedir a entrada dos colonos. Após isso, a polícia israelense, elevando a agressão, decidiu invadir o complexo. As tropas atiraram contra a multidão com balas de borracha, gás lacrimogêneo e granadas atordoantes, ao que receberam resistência em resposta

A mídia local noticiou que pelo menos 61 pessoas ficaram feridas, principalmente pessoas idosas, e várias foram presas. Segundo o portal revolucionário estadunidense Incendiary News, quatro policiais ficaram feridos no confronto. 

O mesmo portal denuncia que o episódio aconteceu no contexto em que movimentos de extrema-direita e chauvinistas têm crescido muito, inclusive com o apoio político do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, e com eles, aumentaram também os ataques a mesquitas e templos muçulmanos em Israel. A longo prazo, muitos desses movimentos pretendem destruir sítios como a Mesquita de Al-Aqsa e construir sobre eles templos judaicos.

Foto: MPPM

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza