Exposição com charges sobre Bolsonaro é censurada na Câmara de Porto Alegre

A- A A+

No último dia 3 de setembro, a exposição "Independência em Risco" foi retirada um dia depois de sua instalação na Câmara de Vereadores de Porto Alegre por conta de uma charge de Carlos Latuff que mostra o fascista Jair Bolsonaro lambendo o sapato do presidente ianque Donald Trump. A exposição continha outras charges sobre o governo de Bolsonaro e dos generais.

Segundo a vereadora Mônica Leal (PP), que preside a Casa, a exposição foi encerrada por conta do "caráter ofensivo" contra Bolsonaro. "Eu saí do meu gabinete e fui conferir. Fiquei chocada, surpresa com a charge do presidente Bolsonaro beijando botinas do Trump ou do presidente Trump defecando na embaixada do Brasil. Isso não pode acontecer. Temos que se pautar no respeito, na razoabilidade", disse Monica.

Em ato de completa subserviência, Bolsonaro bate continência para a bandeira do USA. Imagem: Reprodução

Entidades democráticas qualificaram o ato como censura e se pronunciaram contra o cancelamento da exposição, como a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (Sindjors), que, em nota, afirmaram:

"A diretoria do Sindjors repudia toda atitude de censura, repressão ou cerceamento de trabalho de profissionais da imprensa, assim como defende a total liberdade de expressão e de atuação dos nossos colegas", disse o comunicado, que também foi assinado pela Fenaj.

O cartunista Latuff se posicionou sobre o fato e afirmou que o foco principal do desenho foi criticar a subserviência do governo brasileiro ao USA.

"Quando tem um presidente que faz saudação à bandeira americana, quando seguidores desse presidente vão às ruas com bandeiras dos Estados Unidos, fica muito claro a subserviência do governo brasileiro ao governo americano. Não é questão de imitar, é de se submeter", disse.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza