AM: Mulheres indígenas realizam ato contra queimadas do latifúndio

A- A A+

Foto: Comitê de Apoio ao Jornal A Nova Democracia - Manaus

Mulheres indígenas de diversas etnias do Amazonas realizaram um ato, no último dia 5 de setembro, no Centro de Manaus, contra o “Dia do fogo”, uma ação política dos latifundiários bolsonaristas para o avanço da militarização e do agronegócio no estado. A programação do ato contou com diversas  atividades culturais e venda de artesanatos. A organização foi realizada pela Rede das Mulheres Indígenas do Estado do Amazonas – Makira-Êta (Rede Estrela, em Tupi e em Tikuna).

O ato, denominado “Mulheres indígenas em Defesa da Amazônia”, ocorreu na praça da Saudade - considerado um local importante, pois era um cemitério indígena - e foi realizado, coordenadamente, em várias outras cidades pelo país.

A indígena Marinete Costa, do povo Tukano, afirmou que, apesar das atividades culturais, o ato não é para realizar comemorações, mas sim para protestar contra o latifúndio e contra a negligência do velho Estado com os povos tradicionais. Além disso, é para relembrar a memória da indígena Bartolina Sisa, assassinada no século XVIII, no Peru, assim como as várias mulheres assassinadas. 

— O 5 de setembro é uma data para lembrar a nossa irmã peruana que morreu e que deu nome ao dia. Ela lutou pela nossa libertação. Será um momento de protestar. As mulheres falarão sobre demarcação, floresta e ataques aos povos indígenas. É o ‘Dia da Amazônia’, mas também das mulheres indígenas. Queremos mostrar que, quando ocorrem problemas de desmatamento e de queimadas, ou garimpo, as mulheres são atingidas diretamente. A mulher que está na aldeia não tem como fazer roçado e terá dificuldade de ter o que comer — afirmou Marinete.

Ver também: Fausto Arruda: O que está por trás dos incêndios na Amazônia

Já Perpétua Kokama, integrante da comissão de educação da Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e Entorno (Copime), relatou que um ato desse tipo nunca havia sido realizado, portanto, o mesmo é muito importante não apenas para as mulheres indígenas, mas também para as demais etnias. 

— Nós puxamos esse evento por que nunca teve um evento desse. O local nós escolhemos aqui na praça da Saudade porque é um cemitério indígena. Quem tem que puxar somos nós mesmos, as mulheres indígenas. Qual o nosso papel de mulher indígena? Reunir as mulheres nessa data é muito importante como forma de resistência contra esse governo. As mulheres indígenas não estão acabadas, estamos aqui fortes e firmes! — exclamou Perpétua.

A indígena Rosimeire Teles, da etnia Arapasso, uma das lideranças da Rede das Mulheres Indígenas do Estado do Amazonas - Makira-Êta afirmou que o ato teve o objetivo de reforçar a luta pela implementação dos direitos indígenas. O velho Estado está sendo cada vez mais negligente com os indígenas, afirmou. 

— Fazer essa mobilização só vem reforçar essa nossa luta pelos direitos que estão escritos no papel, na constituição, mas falta muita coisa pra ser implementada pelos governos. A responsabilidade do governo é fazer acontecer as políticas públicas em várias áreas, pois temos muitas mulheres se perdendo, principalmente nas áreas de fronteiras, onde ocorrem estupros e até mesmo tráfico de órgãos, sem nenhuma providência dos governos. Por isso estamos hoje aqui em Manaus dizendo que as mulheres indígenas existem hoje, não é no passado, não é no folclore. O ato de hoje também fortalece a luta regional — protestou Rosimeire.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja