PCI (Maoista) condena ocupação indiana na Caxemira

A- A A+

No dia 13 de setembro, cartazes, faixas e banners assinados pelo Partido Comunista da Índia (Maoista) denunciando a ocupação indiana na Caxemira apareceram em várias cidades do estado de Andhra Pradesh, segundo informa o monopólio da imprensa indiano.

Assinados pelo Comitê da Zona Especial de Fronteira Malkangiri-Koraput-Visakha, os materiais de propaganda foram colocados nas localidades de Maddigaruvu, Bongaram, Gomangi, além da aldeia Gangaraju Madugula e no distrito de Vishakhapatnam, todos em Andhra Pradesh.  

Leia também: Ocupação indiana persegue e tortura manifestantes na Caxemira

Os maoistas, que dirigem a Guerra Popular na Índia, conclamam as massas para combater e denunciar o fascismo hindu e a defender a luta do povo da Caxemira por sua independência.

Há relatos também que o PCI (Maoista) - por meio do porta-voz do Comitê Zonal Fronteiriço Especial de Andhra-Odisha, o camarada Jaganbandhu - afirma que o governo indiano pretende entregar a área para as grandes corporações imperialistas, que têm interesse em explorar o minério e outras riquezas locais. 

Combatentes do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo PCI (Maoista)

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja