PA: Centenas de famílias são ameaçadas por despejo em Eldorado dos Carajás

A- A A+

O acampamento Dalcídio Jurandir, localizado dentro da antiga fazenda Maria Bonita, em Eldorado dos Carajás, no estado do Pará, recebeu uma ordem de despejo a ser cumprida no dia 17 de setembro, ao passo que sofrerá uma reintegração de posse caso a saída “voluntária” não seja realizada. A decisão do juiz da vara agrária de Marabá, Amarildo Mazutti, afeta o acampamento de 11 anos, onde vivem 212 famílias que trabalham na área.

Em nota oficial publicada no dia 13 de setembro, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) afirma: “Estamos para sofrer mais uma vez as investidas do latifúndio por meio de seus representantes e mandatários”, e repudiam veementemente “o uso de terra pública para bancos”. Na nota também repudiam o velho Estado brasileiro, “executor de violência que não garante os direitos para os camponeses e as camponesas terem condições de vida e produção alimentos saudáveis para o povo”.

Além de afetar as famílias que vivem e trabalham no acampamento e ficarão desempregadas, o despejo também afetará profundamente a produção e comercialização agrícolas da região, segundo um estudo feito por pesquisadores no Pará e um relatório da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado (Alepa). Só de farinha, o acampamento produz 174 toneladas nos municípios próximos (em Xinguara, Redenção, Rio Maria e Curionópolis). Além disso, nele se planta mandioca, hortaliças, legumes, frutas e também se produz leite.

O professor Amintas Lopes Silva Jr., da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Ufesspa) relata que houve grande apoio dos moradores da cidade aos camponeses durante uma audiência para discutir a reintegração da propriedade. Ele conta: “As pessoas sabem que eles estão produzindo e sendo importantes para o município, a infraestrutura produtiva deles é muito boa, existem áreas de plantio, tanques de piscicultura etc.”.

Antes de ser ocupada em 2008 por camponeses organizados pelo MST, o terreno de aproximadamente 5,5 mil hectares pertencia à AgroSB, antiga Agropecuária Xinguara, do grupo financeiro Opportunity. O homem por trás de todas essas empresas é Daniel Dantas, um latifundiário bilionário que possui, apenas no sul e sudeste do Pará, 500 mil hectares de terra e cerca de 170 mil cabeças de gado. 

Em 2011, Daniel Dantas deu início a uma negociação com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para desapropriar a fazenda e suspender sua destinação à “reforma agrária”, porém ele não conseguiu comprovar a área de reserva ambiental obrigatória em sua propriedade, segundo a superintendência do Incra em Marabá. 

Além disso, de acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), uma das empresas pertencentes a Daniel Dantas (a Agropecuária Santa Bárbara Xinguara) possui o maior volume de multas não pagas entre todas as empresas rurais no Brasil: um total de R$ 320 milhões acumulados, devido a desmatamento ilegal e impedimento de regeneração da mata. 

O caso do acampamento Dalcídio Jurandir foi citado na matéria do AND: “Terras são devolvidas ao latifúndio após suspensão da reforma agrária”.

Manifestação contra a reintegração de posse do acampamento Dalcídio Jurandir, em junho de 2019. Foto: Viviane Brígida.

 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja