Indígenas tomam antenas de TV durante Greve Geral que estremeceu o Equador

A- A A+

Imagem: Reprodução/Twitter

Como parte das inúmeras ações que estremeceram o Equador durante a Greve Geral iniciada em 3 de outubro, no segundo dia de paralisações nacionais (04/10) aproximadamente 2 mil indígenas tomaram as antenas de TV localizadas na província de Tungurahua. Esta combativa ação ocorreu mesmo com o fato do presidente reacionário Lenín Moreno ter decretado um "estado de exceção" no país. 

Leia também: Povo equatoriano se levanta em poderosa Greve Geral contra imposições do FMI

O governo de Tungurahua informou que, devido à mobilização dos indígenas na serra chamada Pilisurco, os sinais das antenas de TV e rádio FM foram cortados. Estas antenas alimentam as províncias de Tungurahua, Cotopaxi e Chimborazo, que reúnem cerca de 1,37 milhão de pessoas. Os manifestantes tomaram tal atitude contra as mentiras e as manipulações que o monopólio da imprensa vinha fazendo para criminalizar os trabalhadores em luta.

Veja aqui o vídeo da ação indígena


Confira também o vídeo feito pela FDLP sobre a Greve Geral no Equador


Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja