MA: Grileiros criminosos incendiaram plantações no povoado Cheiroso

A- A A+

Foto: Fóruns e Redes de Defesa da Cidadania do Maranhão

Um incêndio criminoso destruiu uma roça comunitária no município de Itapecuru-Mirim, no Maranhão, ainda no início deste mês de outubro, no dia 4. Segundo os camponeses, o ataque foi orquestrado pelo grileiro Raimundo Jonas da Silva, homem que tem ameaçado as famílias. Apenas na manhã seguinte o incêndio foi percebido pelos lavradores, quando uma grande cortina de fumaça foi avistada. O fato foi denunciado pelos trabalhadores no dia 8.

As famílias do povoado Cheiroso, que vêm sendo atacadas constantemente por grileiros, denunciam que já houveram diversas invasões e desmatamento de mais de 100 hectares de mata nativa. O grileiro acusado, afirmam os trabalhadores, faz visitas à comunidade acompanhado do delegado regional, da Polícia Civil e da Polícia Militar, em um verdadeiro conluio. 

Leia também: Movimentos populares lançam Campanha Nacional de Liberdade aos Presos Políticos do Governador Flávio Dino/PCdoB!

As denúncias realizadas pelos camponeses seguem sendo ignoradas pelas “autoridades”. Segundo os Fóruns e Redes de Cidadania, a postura do velho Estado tem sido de omissão em relação às queixas. Dirigentes da comunidade foram ainda intimados e obrigados a prestar depoimento à polícia por conta da sua luta na região contra a grilagem de terras. 

Fotos: Fóruns e Redes de Defesa da Cidadania do Maranhão

Os camponeses do movimento Fóruns e Redes de Cidadania afirmam que continuarão lutando diariamente para que a terra seja de quem nela vive e trabalha e prometem enfrentamento e resistência ao latifúndio e à grilagem das terras.

O ataque atingiu a área onde era preparada a terra para o plantio de arroz, milho, abóbora, maxixe, macaxeira, cuxá, melancia, melão, entre outros alimentos que garantiriam a alimentação anual.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza