Construa você também a Imprensa Popular e Democrática!; Assine, doe, apoie o AND!

A- A A+

Neste momento explosivo que vive nosso país, em que os fatos são cada vez mais adulterados e distorcidos pelos monopólios de imprensa e fake news, temos de fortalecer a imprensa popular!

Para combater toda a desinformação e contrainformação, convocamos você a fazer seu plano de assinatura do A Nova Democracia e apoiar este jornal que tem divulgado ativamente as lutas de camponeses, operários, indígenas, jovens, estudantes, intelectuais e artistas populares durante os mais de 17 anos de existência.

Hoje, quando aumentam e aprofundam-se cada vez mais a pugna no meio das classes dominantes, quando os cortes de direitos e a guerra contra o povo são aplicados cada vez mais abertamente para atender aos interesses dos monopólios internacionais, mais do que nunca você precisa de uma imprensa democrática e comprometida com a luta popular!

                                                                              

            ASSINE AQUI: https://loja.anovademocracia.com.br/assinaturas/

Graças às assinaturas e doações de nossos leitores e apoiadores temos conseguido manter durante os últimos 17 anos o importante trabalho de noticiar e divulgar as lutas do povo de nosso país e do mundo.

Estivemos presentes na cobertura de todas as principais lutas populares que ocorreram em nosso país nos últimos anos e denunciamos os principais ataques contra os direitos do povo.  

 

-  Retomada das terras de Corumbiara pelos camponeses (2008), onde 13 anos antes havia acontecido a heroica resistência dos camponeses de Santa Elina, luta que ficou popularmente conhecida como “Massacre de Corumbiara”;

- Operação “Paz no Campo” (2008) contra os camponeses do Pará e interior do país;

- Greve dos Operários das obras do Maracanã (2012);

- Instalação das UPPs e assassinatos do Amarildo (2013), quando entrevistamos familiares e moradores da Rocinha e denunciamos o genocídio contra o povo das favelas;

- Resistência dos indígenas da Aldeia Maracanã (2013) contra as remoções;

- Jornadas de junho de 2013, produzindo com exclusividade centenas de horas de vídeos dos protestos populares;

- Revoltas operárias das obras do PAC (2013) contra a exploração;

- Manifestações contra a privatização do Pré-sal (2013), quando

- Repúdio popular à Copa da Fifa em 2014;

- A histórica greve dos profissionais da educação (2014);

- Massiva Greve dos Garis (2014) que parou a cidade do Rio em pleno carnaval;

- Ocupação do Complexo do Alemão (2010 a 2012) e Complexo da Maré (2014 e 2015) pelas Forças Armadas, onde denunciamos os crimes e violações cometidos contra o povo.

- Campanha contra a prisão e perseguição políticas durante as jornadas de junho de 2013 e da Copa da Fifa (23 ativistas), incluindo a prisão do jovem negro Rafael Braga;

- Destruição da cidade de Mariana pela Samarco/Vale/BHP Billiton em 2015, quando estivemos lá dando voz ao povo atingido;

- As manifestações contra o Massacre Olímpico em 2016 quando também denunciamos as remoções de comunidades inteiras no Rio;

- Ocupações de escolas e universidades (2016) por estudantes em defesa da educação;

- Luta dos povos originários pela retomada de suas terras, dentre eles os Kaingang, Terena e os Guarani-Kaiowá, com os quais fizemos entrevistas e visitamos as áreas;

- Chacina de Pau D’Arco (2017), bárbaro crime de Estado que noticiamos com exclusividade, incluindo a retomada daquelas mesmas terras pelos camponeses (2018);

- Cobrimos as manifestações e atos de repúdio às farsas eleitorais, incluindo o maior boicote da história de 2018 quando mais de 56 milhões boicotaram as eleições reacionárias;

- Intervenção Militar no Rio (2018), durante a qual estivemos nas favelas denunciando as violações e assassinatos;

- Fomos à fronteira com a Venezuela (2018) para noticiar “in loco” os distúrbios e agressões promovidas pelo imperialismo ianque contra a Venezuela;

- Crime político do assassinato de Marielle Franco, que expôs a crise militar (2018) em meio à Intervenção no Rio,   momento em que estivemos presentes nas grandes manifestações de repúdio ao crime;

- Greve dos Caminhoneiros (2018) que parou o país em 2018, quando fomos aos bloqueios e entrevistamos motoristas;

- Incêndio do Museu Nacional (2018), quando denunciamos este crime premeditado contra a cultura e educação;

- As numerosas Mobilizações Nacionais e Greves Gerais contra a “reforma” trabalhista e a “reforma” da previdência (de 2017 a 2019); como em maio de 2017 quando milhares incendiaram os prédios dos Ministérios em Brasília.

- Massacres nos presídios do Amazonas e Pará (Altamira), quando denunciamos essa prática como política de Estado;

- Assassinato de mais de 200 pessoas em Brumadinho pela ruptura de barragem da Vale (2019), quando fomos ao interior de Minas Gerais relatar o crime hediondo desta multinacional que chocou o mundo.

- Os incêndios provocados pelos latifundiários bolsonaristas na Amazônia (2019) com o objetivo de incrementar a militarização do campo e repressão contra a luta pela terra;


Este jornal não conta com subsídios de nenhum governo, fundo partidário, nem de nenhum dos grupos econômicos que seguem mantendo nosso país na condição semicolonial e sob o jugo da exploração das oligarquias financeiras internacionais dos países imperialistas. De forma que o único recurso que nos mantém é o advindo das assinaturas, vendas e doações.

     FAÇA AGORA SUA DOAÇÃO: loja.anovademocracia.com.br/doacao-de-apoio/

Para manter e fortalecer a divulgação da luta, vida, trabalho e cultura populares contamos com sua colaboração!

                

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja