Crise levou 4,5 milhões a mais para a extrema pobreza no Brasil semicolonial

A- A A+

Foto: Cristiano Mariz

Um estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no dia 6 de novembro aponta que, em 2018, chegou a 13,5 milhões o número de pessoas vivendo abaixo da linha da extrema pobreza - 4,5 milhões a mais que em 2014. Este é o maior contingente de pessoas em tal condição desde que a série de estudos foi iniciada, em 2012.

Atualmente, o número de brasileiros na linha da extrema pobreza é equivalente à população da Bolívia, Bélgica, Cuba, Grécia e Portugal. 

Para o IBGE, são considerados em situação de extrema pobreza os brasileiros que dispõem de menos de 1,90 dólar por dia, o que equivale a aproximadamente R$ 145 mensais. Essa linha foi estabelecida pelo Banco Mundial.

Leia também: Desigualdade: Morador de bairro rico vive 23 anos a mais que morador de bairro pobre em SP

Em 2012, 11,3 milhões de pessoas estavam em situação de extrema pobreza no país. Dois anos depois, 2,3 milhões de pessoas saíram desta condição. Porém, de lá para cá, o contingente cresceu ano a ano e chegou a 2018 representando 6,5% de toda a população brasileira.

"A pobreza atinge sobretudo a população preta ou parda, que representa 72,7% dos pobres, em números absolutos 38,1 milhões de pessoas. E as mulheres pretas ou pardas compõem o maior contingente, 27,2 milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza", aponta o IBGE.

1 em cada 4 brasileiros vive com menos de R$ 420 por mês

Também em estudo divulgado pelo IBGE dados mostram que, em 2018, um em cada quatro brasileiros viveu com menos de R$ 420 mensais – menos da metade do salário mínimo da época, que era R$ 954.

Segundo o IBGE, R$ 420 mensais equivalem a 5,50 dólares por dia, valor estabelecido pelo Banco Mundial para marcar a linha da pobreza em países com rendimento considerado médio-alto. 

O estudo evidenciou também que “que a inserção no mercado de trabalho não é condição suficiente para superar a pobreza”. Isso porque do total de pessoas empregadas em 2018, 14,3% tinha rendimento domiciliar per capita inferior à linha de US$ 5,50 por dia.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja