Chile: Mulheres são vítimas de violência policial durante protestos

A- A A+


Jovem chilena é alvo de tiros, deixada inconsciente e despida pela polícia chilena. Foto: Reprodução/Redes sociais

O Instituto Nacional de Direitos Humanos (INDH) do Chile informou que vai apresentar uma denúncia por tortura contra uma adolescente de 15 anos que está detida desde o dia 5 de novembro, na 25ª Esquadra de Polícia, em Maipú. Essa é a 18ª denúncia por tortura sexual apresentadas nos últimos 19 dias, durante a onda de protestos no Chile.

Jovem é atacada com balas e deixada inconsciente

O caso de Camila Miranda ocorreu na praça Itália, em Santiago, onde ela acompanhava um fotógrafo durante uma manifestação. Lá, foram disparadas balas nas pernas dela a cerca de oito metros de distância pela polícia (carabineros). Ela foi detida e seu paradeiro foi desconhecido por 24 horas, até que ela finalmente apareceu na manhã de 5 de novembro, apenas com a roupa íntima no hospital, mas suas feridas não tinham sido tratadas. 

A correspondente da agência Telesur no Chile, Paola Dragnic, informou que a jovem se reencontrou com sua mãe e foi hospitalizada no Hospital da Bacia do Rio, onde teve raios-x para conhecer a gravidade dos impactos das sete balas em suas pernas.

Sandra, a mãe da menina agredida, contou que descobriu o caso de sua filha através de redes sociais e entrou em contato com o Hospital de Urgência Assistência Pública (Huap), um centro de atendimento médico de emergência. Lá, ela foi informada de que Camila estava medicada, mas não podia vê-la.

“Ela estava de roupão, apenas com calcinha e chinelos. Ela esteve sob essas condições nas masmorras a noite toda até ser libertada”, disse a mãe.

Ela também ressaltou que a agressão dos policiais contra sua filha foi um "ato insano", porque "eles a agarraram, arrastaram e, depois disso, pulverizaram um gás em seu rosto e nas costas para anestesiá-la". Além disso, de acordo com o relato da jovem - e como mostram as fotos veiculadas do momento em que ela sofreu a agressão -, após os policiais a imobilizarem, eles a despiram na rua. Nestas condições, Camila perdeu a consciência e foi transferida para o Serviço de Atenção Primária de Emergência.

Apesar de Camila ter chegado ao hospital, os “profissionais” presentes não trataram seus machucados, e as balas continuam em sua perna.

‘Eles disseram que os três iriam me estuprar’

Outro caso de agressão dos policiais contra uma mulher abalou o Chile. Trata-se de uma jovem que participou no dia 5 de novembro de uma assembleia que homenageava os desaparecidos do regime militar, que foi dispersa pela polícia.

"Eles nos pararam abruptamente, nos ameaçaram, me amarraram pelo braço e me disseram que os três iam me estuprar se me colocassem no carro", disse a mulher em uma entrevista com o correspondente da Telesur. A manifestante teria, de fato, sido levada se os repórteres da agência não houvessem interrompido a detenção.

Assista: https://www.facebook.com/teleSUR/videos/1340432562801870/

Policiais atiram contra estudantes

Já os estudantes do liceu Teresa Prats de Sarratea, L7 de Santiago Centro (Liceo 7), denunciaram uma forte repressão dos policiais em 5 de novembro, dentro do estabelecimento educacional. Pelo menos duas jovens ficaram feridas por balas disparadas pelas escopetas dos policiais.

Após o tiroteio e ferimento das estudantes, Humberto Tapia, da 4ª Delegacia de Polícia de Carabineros, foi preso no dia 6 de novembro. Mais tarde, será visto se ele será acusado de ferir as estudantes, ou por ser o oficial de comando responsável.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja