SP: Corpo achado em córrego no ABC é do jovem Lucas; PMs são principais suspeitos

Foto: Arquivo pessoal

Um exame de DNA confirmou que o cadáver encontrado no lago do Parque Natural Municipal do Pedroso, em Santo André, São Paulo, é do menino Lucas Eduardo Martins, de 14 anos. O Instituto Médico Legal (IML) divulgou o resultado do exame na tarde de 28 de novembro. O jovem havia desaparecido em 13/11 e o corpo foi encontrado três dias depois.

Os policiais militares Rodrigo Matos Viana e Lucas Lima Bispo dos Santos estão afastados por serem apontados como os principais suspeitos de envolvimento no desaparecimento do garoto.

Lucas era morador da Favela do Amor e desapareceu no início da madrugada do dia 13 após sair para comprar um pacote de biscoito e uma garrafa de refrigerante numa venda vizinha à sua casa, onde morava com a mãe e os irmãos.

Ainda não há confirmação oficial sobre sua morte, mas há suspeita de afogamento. A família de Lucas afirma que o menino não sabia nadar e considera improvável que ele tenha ido à lagoa por vontade própria.

Familiares e vizinhos afirmam ter visto uma viatura da PM em frente à casa de Lucas pouco tempo depois de sua saída. A mãe, Maria Marques Martins dos Santos, ouviu o barulho de um veículo e a voz do filho dizer “eu moro aqui”. Ao olhar pela janela, Maria diz ter avistado a viatura.

Após esses acontecimentos, a mãe de Lucas conta que dois policiais bateram à porta, fizeram perguntas sobre os moradores e pediram para entrar. Mesmo autorizados, eles desistiram.

Desde que Lucas havia sumido, o clima na favela onde ele morava era de intensa revolta e apreensão. Se for confirmada a participação dos PMs em sua morte, este será mais um abominável crime contra o povo cometido pelos aparatos policiais do velho Estado brasileiro que, dia após dia, intensificam a guerra civil reacionária que é levada a cabo contra os pobres no país.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro