Chile: Protestos forçam parlamento a aprovar redução de salário de políticos em 50%

A- A A+

No último dia 27 de novembro, a Câmara dos Deputados do Chile aprovou por unanimidade a redução em 50% da remuneração de altas "autoridades" do velho Estado, incluindo o presidente, subsecretários, ministros, governadores e outros parlamentares.

Tal medida era promessa do gerente de turno Sebastian Piñera em sua campanha, que não havia sido cumprida. Porém, depois de 40 dias de combativas manifestações, o parlamento, na tentativa de contê-las, aprovou esta redução.

A medida ainda precisa passar pelo senado para que seja aprovada, e caso seja, ela tem 60 dias para ser implantada.

A aprovação dessa e de outras leis demonstra o desespero do parlamento em tentar conter os grandes levantes de massas que vêm tomando o país, porém, a mobilização popular não diminui diante destas medidas, o que mostra uma profunda insatisfação das massas contra todo o sistema de exploração.


Manifestantes incendeiam barricada em Concepción. Foto: José Luis Saavedra/Reuters

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja