RJ: A mando do prefeito, trabalhadores informais são roubados às vésperas do natal

A- A A+

Banco de dados AND

Agentes a mando da prefeitura (que prometeu “cuidar das pessoas”) reprimiram e apreenderam mercadorias dos camelôs que trabalham de modo informal no bairro do Meier, na zona norte do Rio de Janeiro, em 3 de dezembro. Os trabalhadores tiveram suas mercadorias apreendidas, dentre elas, carrocinhas de lanches, bicicletas, trailers e outros objetos. A operação teve início às 10h30.

Segundo relatos de pessoas que preferiram não se identificar, a Guarda Municipal, a Subsecretaria de Operações, a Secretaria Municipal de Ordem Pública e equipes Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) agiram de forma truculenta e desrespeitosa, fazendo a apreensão até de camelôs que possuíam autorização para trabalhar no local.

A fiscalização contou com a ajuda de micro-ônibus e caminhões-baú devido à quantidade de mercadorias apreendidas. Foram mobilizados também agentes do Grupamento de Operações Especiais (GOE), com escudos e cassetetes para reprimir os trabalhadores.

Banco de dados AND

“Pegaram a mercadoria de todos. Quem tem autorização, quem tem autorização auxiliar e quem não tem autorização perdeu todas as mercadorias. Mais de 30 carros e micro-ônibus deram apoio à fiscalização. É muito chato, a gente vive numa crise econômica, muito desemprego, as pessoas vêm para a informalidade e acabam sendo perseguidas pela prefeitura como se estivessem roubando. Perderam muita coisa, muita, muita coisa mesmo”, disse Maria Carmo, do Movimento Unido dos Camelôs, em entrevista para a equipe de AND.

Nas redes sociais, ela escreveu: “Hoje o prefeito Marcelo Crivella resolveu ‘cuidar das pessoas’ no Méier. Com a crise e o desemprego muito grandes, a única alternativa dos desempregados é entrar na informalidade. A solução da prefeitura é essa violência para com os trabalhadores honestos. O que resta para esse povo que não tem emprego?”.

Hoje, o elevado grau de desemprego (hoje, 28 milhões de pessoas somando os desalentados e subocupados) lança à informalidade mais de 40 milhões de pessoas como única fonte de renda e de sobrevivência.

Com a chegada das festas de fim de ano, os trabalhadores informais se veem mais uma vez sem perspectiva de vida e sem esperança, já que com essa fiscalização e com a perca de todo seu dinheiro investido acabam sem perspectiva para um recomeço lançados novamente a própria sorte.

Banco de dados

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza