CE: Trabalhador morre após ser torturado por PMs; povo exige punição

A- A A+

Moradores do bairro Barroso, em Fortaleza, fizeram uma manifestação, no dia 2 de janeiro, cobrando punição para os policiais militares que participaram da abordagem ao cabeleireiro Aldicélio da Silva Frazão, de 31 anos, que faleceu no dia 1 de janeiro após um período internado.

Aldicélio foi abordado por policiais militares no dia 28 de dezembro e, segundo a população, foi submetido a torturas pelos militares. Em decorrência delas, o homem faleceu e os assassinos estão impunes.

A manifestação reuniu cerca de 100 pessoas, e aconteceu durante o velório do trabalhador, no dia 2 de janeiro. Os protestantes levaram cartazes exigindo justiça, queimaram pedaços de madeira e fecharam as ruas Amâncio Pereira e Emiliano de Almeida Braga. A polícia disparou tiros de bala de borracha e spray de pimenta para reprimir os moradores. O corpo de Bombeiros foi acionado para apagar as chamas.

A família de Aldicélio diz que o homem foi torturado e espancado por policiais militares que invadiram a sua casa. “Reviraram tudo na minha casa. Levaram meu irmão lá para cima e mataram ele. Ele saiu daqui e foi diretamente para a Unidade de Tratamento Intensivo. Mas ele foi para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e os policiais disseram que acharam ele afogado. Mas não foi assim”, afirmou a irmã da vítima, Leica Frazão.

O homem estava internado sob escolta policial na UPA do bairro José Walter, desde o dia 28 de dezembro, e faleceu no dia 1 de janeiro.

A Polícia Militar, em nota, disse que militares do Comando de Policiamento de Choque foram até a casa de Aldicélio “após uma denúncia” e que, chegando lá, o homem foi “interrogado” pelos policiais e “começou a passar mal”, vomitar e por fim desmaiou.

Moradores exigem punição para os assassinos de Aldicélio. Foto: Thiago Gadelha.

Aldicélio da Silva Frazão, de 31 anos, morto  depois de ser "interrogado" por PMs. Foto: Reprodução.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Mário Lúcio de Paula
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira