AM: Crianças indígenas morrem em Atalaia do Norte por falta de saneamento

A- A A+

Durante os meses de dezembro de 2019 e janeiro de 2020, seis crianças vieram a óbito no Vale do Javari, na cidade de Atalaia do Norte, distante cerca de 1.136 quilômetros de Manaus. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 4 mil indígenas de diversos povos moram no município e lá está localizada a maior reserva de indígenas sem contato com povos não indígenas. A maioria das crianças são da etnia Kanamary, oriundas de aldeias situadas no rio Itacoaí.

Em nota, o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) denuncia que os indígenas ficam em barcos aguardando o recebimento de aposentadorias e bolsa-família. Em condições sanitárias precárias, comuns no município, todos acabam consumindo água sem tratamento e, por isso, as crianças são as mais afetadas. 

Esse é um fato que já ocorreu outras vezes. Em 2012 houve um surto de diarreia, novamente devido ao consumo de água sem tratamento; dessa vez quatro crianças morreram.

Dados do IBGE apontam que em 2017 foram 31,41 óbitos por mil nascidos vivos, o quarto maior índice de mortalidade infantil do Amazonas e um dos maiores do Brasil, enquanto apenas 0,8% do esgoto é coletado, enquanto o resto é despejado diretamente no rio. Esse cenário constata as condições de atraso que os trabalhadores do município estão submetidos. 

Canoas ancoradas à beira da orla da cidade abrigam famílias abandonadas pelo governo. Foto: Cimi Regional Norte I

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira