MG: Brumadinho e região repudiam crime da Vale após um ano de impunidade

Familiares, moradores e ativistas de Brumadinho realizaram, no dia 25 de Janeiro, diversos atos na cidade em solidariedade aos atingidos e contra a corporação monopolista Vale e seus executivos.

Mesmo diante do medo provocado pelas grandes chuvas que deixaram mais de 45 mortos em Minas Gerais no dia anterior e que fizeram transbordar o rio Paraopeba, além do enorme aparato repressivo das forças do velho Estado, o povo de Brumadinho, da região e camponeses vindos de outras partes do estado realizaram durante a manhã um ato político e um culto ecumênico no aniversário de 1 ano do crime da Vale em Brumadinho.

Centenas de pessoas se reuniram para lembrar e denunciar o crime da vale, em Brumadinho. Foto: Apoiadores

O culto contou com inflamados depoimentos de familiares contra a companhia e também diversas denúncias sobre o corte sem aviso das indenizações. 

Ativistas do Movimento Feminino Popular (MFP) levantaram uma grande faixa exclamando: Vale assassina e terrorista!, enquanto distribuíam um panfleto denunciando os crimes continuados da Vale na região. Foram levantadas diversas faixas e cartazes denunciando a destruição causada pela mineração, cobrando punição aos assassinos da Vale. Ao final, os familiares e moradores mandaram balões vermelhos aos céus representando as quase 300 vítimas do crime.

Familiares, amigos, moradores e ativistas de Brumadinho e região ainda lutam por justiça. Foto: Apoiadores

Balões vermelhos lembraram os 300 mortos no crime. Foto: Apoiadores

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro