PR: Estudantes da UFPR debatem o sucateamento e a perspectiva de defesa do SUS

A- A A+

Estudantes do curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR) organizaram, no dia 10 de março, o evento Cuidando de todos: sobre o sucateamento e a perspectiva de defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) com o objetivo de fomentar, dentro da universidade, o debate sobre a questão da saúde pública no Brasil. 

O encontro reuniu mais de 50 pessoas, em sua maioria alunos do curso de medicina e de outros cursos da área da saúde, e participaram da mesa de exposição uma aluna do curso, a professora doutora Maria de Fátima Siliansky de Andreazzi (UFRJ) e o professor doutor Davidson Viana (UFPR).

Uma estudante fez um breve apanhado histórico sobre o processo de criação do SUS, esclareceu suas bases e forma de funcionamento, e discorreu sobre as leis que regem o sistema e seus efeitos nos dias de hoje. Em seguida, o Prof. Dr. Davidson Viana, que já foi gestor dentro do SUS, contou sobre sua experiência, demarcando que a precarização da saúde pública é parte de uma intensificação de grandes violações de direitos que, apesar de nunca terem sido garantidos pelo Estado, eram de alguma forma mantidos.

Segundo ele, o SUS carrega a característica de ser, em essência, um braço do suposto “estado de bem-estar social”, utilizado para propaganda eleitoral e sempre subfinanciado, dependendo de esforços municipais para desenvolver projetos e alternativas que melhor atendam a população de cada local. Reforçou que o sistema só alcançou a capacidade atual de atendimento devido a reivindicação e pressão popular.

A Profª Drª. Maria de Fátima Andreazzi colocou o problema central da constante falta de investimento, desmonte descarado, baixo reconhecimento de profissionais e sucateamento de um dos serviços públicos de maior importância para o país. Demonstrou a importância da organização do povo para a conquista direitos e de não nutrir ilusões com o velho Estado brasileiro, pois quem governa o faz em prol de seus interesses de classe.

Os estudantes presentes manifestaram grande concordância de que a questão do SUS vai além do jargão “temos que defendê-lo”, entrando em questões políticas mais amplas. Muitos relataram que já vivenciam os resultados dos cada vez menores investimentos na saúde em suas residências e plantões e manifestaram suas angústias enquanto profissionais em formação que não conseguem mais aceitar a passividade diante desse problema, buscando por posições mais combativas e classistas com o objetivo de construir uma saúde a serviço do povo.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira