PE: Camponeses impedem latifúndio de cercar fonte de água da comunidade

A- A A+

Nos dias 19 e 20 de março, camponeses da comunidade Barro Branco em Jaqueira, município localizado no litoral do Pernambuco, impediram a empresa Agropecuária Mata Sul S/A de instalar cercas elétricas no entorno de uma fonte de água que abastece a comunidade.

Camponeses se reuniram e em mutirão taparam os buracos onde seriam colocadas, pela empresa Agropecuária Mata Sul S/A, cercas elétricas que extinguiriam o acesso a principal fonte de água dos camponeses de Barro Branco. A tentativa de ação criminosa do latifúndio ocorreu em meio à pandemia do coronavírus, onde a utilização da água é essencial para prevenir a contaminação em massa.

Essa não foi a primeira tentativa de cercamento dos campos e impedimento de acesso a água que os camponeses avidamente combateram. Em janeiro impediram o cercamento dos campos e em março reconstruíram uma tubulação de água danificada por uma retroescavadeira da Agropecuária Mata Sul S/A. A tubulação dava acesso à água a mais de 100 pessoas da região.

Leia mais em : PE: Usina é alvo de protesto de camponeses por desapropriação de terras

A invasão do latifúndio

A região tem histórico de conflito por terras desde a instalação da Usina Frei Caneca, hoje desativada que possui dívidas com o governo estadual e federal, chegando ao montante de cerca de R$ 500 milhões, além mais de 124 execuções por não quitação de dívidas trabalhistas, o que a coloca entre os 100 maiores devedores da Justiça do Trabalho.

Os conflitos se intensificam desde a chegada de empresas que são arrendatárias da antiga Usina. Os camponeses protestaram e realizaram diversas denúncias contra as empresas Agropecuária Mata Sul S/A e Negócios Imobiliários S/A que desde 2017 intimidam, ameaçam, queimam plantações e invadem terras dos camponeses. 

Conforme publicado pelo AND, em janeiro paramilitares armados a mando da empresa  Negócios Imobiliários S/A, invadiram casas ameaçando os moradores e a polícia se negou a registrar denúncias.

Leia mais em : PE: Família camponesa é ameaçada por bando paramilitar; polícia se nega a registrar a denúncia

Buscando novamente o auxílio do velho Estado, as empresas entraram ainda com cerca de trinta ações possessórias, coletivas e individuais, contra famílias camponesas da região.

Cercas elétricas caídas (Foto ilustrativa). Foto: Banco de dados AND

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira