RO: A mando do latifúndio, PM despeja camponeses em Seringueiras

A- A A+

No dia 27 de março, camponeses de Seringueiras, município do interior de Rondônia, foram covardemente expulsos da fazenda Recanto onde estavam acampados e dois foram presos pela Polícia Militar (PM). Sob a direção do major Vanilce, comandante do 11º Batalhão da PM, as tropas despejaram as famílias sem reintegração de posse, sem mandato ou nenhum dispositivo legal, obedecendo unicamente as ordens do latifúndio. Os militares atacaram os camponeses acampados, queimaram pertences e prenderam os trabalhadores.

Os policiais alegam que o latifúndio denunciou a entrada dos camponeses na terra e disseram que os trabalhadores exigiram documentação que comprovasse a posse por parte do latifúndio, caso essa não existisse, ali permaneceriam. 

A região é palco de intensa luta pela terra e perseguição aos camponeses. Segundo o relatório da Comissão Pastoral da Terra, só no ano de 2018, mais de 500 famílias estavam envolvidas na luta pela terra apenas no município de Seringueiras.

Fazendas das proximidades têm histórico de grilagem, como é o caso da fazenda Bom Futuro, terra da União, grilada pelo latifundiário Augusto Nascimento Tulha, médico reformado do Exército. 

Em 2016, sem nenhum mandado judicial de reintegração de posse, 36 viaturas e um ônibus com policiais, junto com um helicóptero, atacaram mais de 1 mil camponeses residentes na Área Enilson Ribeiro, localizada na antiga fazenda. Porém, foram obrigados a se retirar após resistência das famílias, que colocaram um trator da fazenda numa ponte de acesso.

Outros despejos pelo país

Ainda no final do mês de março, outros sete camponeses foram expulsos pela Polícia Civil de suas terras na antiga fazenda Ouro Verde, em Santana do Araguaia, sudeste do Pará. 

Os supostos proprietários da fazenda Ouro Verde, os latifundiários José Brasil de Oliveira e seu irmão, Geraldo Daniel de Oliveira, são responsáveis pela queimada de uma área de mais de 5 mil hectares de floresta em local de reserva ambiental.

Camponeses são expulsos de terras e tem seus pertences queimados pela PM. Foto: Banco de dados AND

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira