Alcântara: General ordena despejo de quilombolas para entregar base militar ao USA

A- A A+

O general reservista do Alto Comando das Forças Armadas (ACFA) e ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, ordenou no dia 26 de março o despejo das comunidades quilombolas que vivem em Alcântara, no Maranhão. A medida é parte das operações para entregar a base de Alcântara ao Estados Unidos (USA).

Alcântara é a cidade localizada na Baixada maranhense, onde existem cerca de 200 comunidades quilombolas que abrigam 3,3 mil famílias em 78 mil hectares de terra, e onde está instalado o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA). Segundo a resolução, fica sob a responsabilidade do Ministério da Defesa a tarefa de expulsão das famílias quilombolas. 

Conforme matéria publicada no portal de AND em ocasião da aprovação do acordo de cessão da Base de Alcântara ao USA, o CLA vai ser ampliado de 8 mil para 20 mil hectares, fato que fará que, aproximadamente, 800 famílias sejam removidas de suas casas.

Mais de 130 movimentos populares lançaram nota de repúdio contra a resolução. “Denunciamos ao povo brasileiro que o governo Bolsonaro, submisso aos interesses do governo dos Estados Unidos, além de entregar nossa base de lançamentos, medida que inviabiliza o desenvolvimento de nosso conhecimento e tecnologia aeroespacial, também entrega de bandeja o povo quilombola que vive em seus territórios a centenas de anos”, denunciam.

Em abril de 2019, a Liga dos Camponeses Pobres denunciou ainda que “como ‘grande’ patriota, Bolsonaro fez concessão da base de lançamento de foguetes de Alcântara, no estado do Maranhão, como cobertura da instalação de base militar do exército sanguinário do imperialismo ianque no Brasil”.

 Leia mais em: Golpe à soberania nacional! Senado aprova acordo para USA utilizar a Base de Alcântara

Crianças da comunidade Itamatatiua. Foto: Paulo Hebmüller/AmReal

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza