Espanha lança 900 mil ao desemprego em menos de um mês

A- A A+

Dados da Previdência Social do Estado espanhol mostraram, no dia 2 de abril, que cerca de 900 mil trabalhadores perderam o emprego desde 12 de março, menos de um mês, quando o país entrou em quarentena devido a crise sanitária por ocasião do novo coronavírus.

Cerca de 898,8 mil trabalhadores perderam o emprego após o início do confinamento, sendo mais da metade referente a trabalhadores temporários, indicaram os dados. Apenas no mês de março, foram 302,2 mil trabalhadores.

O número de pessoas oficialmente registradas como desempregadas no país subiu para 3,5 milhões em março, o nível mais alto desde abril de 2017. São mais de 14% da população ativa. Já o número global de desempregados aumentou mais de 9% na comparação com fevereiro e também em relação a março de 2019.

Fila do desemprego na Espanha, durante a crise de 2011. Jasper Juinen/Getty Images

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira