México: ‘Eterna glória ao Comandante Gato!’

A- A A+

Reproduzimos abaixo a declaração do movimento popular e revolucionário mexicano Corrente do Povo Sol Vermelho pela ocasião de um ano do brutal assassinato do revolucionário Luis Armando Fuentes Aquino, mais conhecido como “Comandante Gato”, no dia 11 de abril, pelas mãos de paramilitares.


“Há um ano, em 11 de abril de 2019, Luis Armando Fuentes Aquino foi morto em uma emboscada paramilitar no município de San Francisco Ixhuatán, Oaxaca. Sua morte responde aos interesses das grandes empresas internacionais do imperialismo europeu e canadense, que especificamente na Zona Norte do Istmo estão impondo o megaprojeto eólico e agora também um projeto de mineração. 

Precisamente em Cerro Grande, São Francisco Ixhuatán, há uma concessão mineira de até 50 anos que pretende impor-se a essa comunidade, da qual Luis Armando era nativo. 

‘Comandante Gato’, como foi carinhosamente chamado pelas comunidades indígenas e de pescadores, foi membro do Comitê de Defesa da Terra da Zona Leste do Istmo e liderança da Corrente do Povo Sol Vermelho. O camarada havia liderado importantes lutas em defesa da terra e do território, desde Fóruns da Unidade com outras organizações democráticas, até a instalação de Acampamentos Comunitários em terras destinadas a serem afetadas por empresas transnacionais. 

Outras ações como tomadas de oficinas governamentais federais e estaduais, bloqueios de estradas, mobilizações em massa e greves de pagamento contra altos custos de energia elétrica, foram desenvolvidas com particular dedicação pelo camarada; um dia antes de seu assassinato Luis Armando estava à frente de um protesto de mais de dois mil camponeses e pescadores pobres por ocasião do Centenário do assassinato do General Emiliano Zapata, que também exigiu a apresentação viva do Dr. Ernesto Sernas Garcia. Um ano de fúria! Justiça para Luis Armando!"

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza