SP: Torcedores do Corinthians protestam para impedir manifestação bolsonarista na Avenida Paulista

A- A A+

Torcedores do Corinthians se reuniram na avenida Paulista no dia 09 de maio para impedir uma aglomeração da extrema-direita bolsonarista em apologia à implementação do regime fascista almejado por Bolsonaro através do golpe reacionário.

Os torcedores que carregavam uma faixa de protesto, marcaram a manifestação para o mesmo horário da concentração dos bolsonaristas.

Segundo relato do site Meu Timão, o grupo que se reuniu na Paulista era formado em sua maioria por moradores da zona norte da capital. “Estávamos lá, enquanto cidadãos Brasileiros que avaliam o momento e tem a história da democracia corinthiana como Diretriz, é o mesmo grupo que que tem se reunido para entregar Marmitex e cestas básicas “, relatou Danilo Pássaro, um dos organizadores da manifestação, em entrevista ao site.

Sobre a quebra do isolamento social, Danilo disse que todos que compareceram ao ato tem ciência da medida para combater a pandemia da Covid-19, mas consideraram que a gravidade da situação politica exigia uma manifestação presencial.

Em meio a pandemia que vem escancarando a barbárie capitalista internacional e a falência do dito "Estado Democrático de Direito" de fachada, os torcedores corinthianos deram uma necessária demonstração de repúdio a extrema-direita bolsonarista.

A aglomeração pró-fascista que foi obrigada a ser cancelada teria como mote demagógicas críticas contra o governador e o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB) e Bruno Covas (PSDB), além dos ministros do STF, como se o projeto fascista e vende-pátria de Bolsonaro apresentasse alguma contradição essencialmente antagônica com o de seus contendentes.

Ambos os podres lados dessa contanda disputam apenas o posto de comando sobre a opressão e exploração das massas trabalhadoras, condição esta pressupõe manter intacto o poder nas mãos das classes dominantes de grandes burgueses e latifundiários, e aprofundar ainda mais a submissão ao imperialismo ianque.

Torcedores democráticos impediram ato de Bolsonaristas em São Paulo. Foto: Banco de Dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza