DF: PM impede protesto de enfermeiros, mas permite de bolsonaristas

A- A A+

No dia 12/05, data em que foi comemorado o Dia Internacional da Enfermagem, um grupo de servidores da saúde do Distrito federal foi proibido pela Polícia Militar (PM) de realizar um protesto na Torre de TV, Região central de Brasília.

Segundo o grupo, o ato era em solidariedade às famílias dos mais de 12 mil pessoas mortas em decorrência da Covid-19 no Brasil. Porém, depois de dez minutos de preparação do protesto, a PM chegou ao local e obrigou os trabalhadores a terminarem a manifestação. Eram cerca de 15 pessoas, usando máscaras de proteção e respeitando o distanciamento entre elas. 

Um dos manifestantes afirmou, indignado, que os militares impediram o ato argumentando que estavam em desacordo com decretos do Executivo local, que restringem atividades de grande aglomeração. “Disseram que é proibido ter manifestação de qualquer natureza em razão do decreto de n° 40.509 de 11 de março, do governador Ibaneis Rocha”. 

Porém, manifestações da extrema-direita bolsonarista ocorreram na cidade impunemente. 

“Esta manifestação [que foi permitida], no caso, era a favor do presidente Jair Bolsonaro e mesmo assim, pôde acontecer. O nosso ato, que seguia todas as recomendações, foi interrompido”, reclamou, referindo-se aos protestos bolsonaristas na Esplanada dos Ministérios. 

 Boneco satirizando o presidente fascista Bolsonaro. Foto: Brunna Palmer/Acervo pessoal 

  Boneco foi esvaziado a mando da Polícia Militar. Foto: G1 DF

Apoiadores do fascista Jair Bolsonaro fazem ato em apoio ao presidente, em Brasília — Foto: TV Globo

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira