Base ianque na capital do Iraque sofre mais um ataque de foguete

A- A A+

Segundo uma declaração do Exército ianque, no dia 18 de maio um foguete atingiu um edifício na chamada Zona Verde, em Bagdá, capital do Iraque. Trata-se de uma área altamente militarizada da cidade onde estão localizadas bases e quartéis da ocupação imperialista no país, assim como a própria embaixada do Estados Unidos (USA). 

O foguete foi lançado a partir de um distrito oriental da própria cidade, e sua explosão, que fez acionar sirenes de segurança no complexo da embaixada ianque, foi ouvida no centro de Bagdá. Não houve relatos de feridos ou mortos pela ação.

Foi o primeiro ataque que explodiu dentro da Zona Verde em semanas, após um período de intensa ofensiva lançada pela Resistência no mês de março, quando diversos ataques foram realizados contra bases da coalizão liderada pelo USA no Iraque, matando soldados ianques e britânicos e forçando as forças da ocupação a recuar.

Leia mais: Após ataques da Resistência, imperialismo recua e abandona bases militares no Iraque 

Apesar de poucas vezes algum grupo assumir responsabilidade por tais ações contra bases militares que hospedam tropas do imperialismo ianque, este culpa milícias iraquianas xiitas ligadas ao Irã. Esses grupos assumem um papel relevante na região combatendo a presença ianque, embora não tenham independência plena e servem, em determinados momentos, aos interesses do imperialismo russo. 

No dia 17 de maio, durante uma fala, o aiatolá iraniano, Ali Khamenei, havia declarado que o USA “não ficará no Iraque ou na Síria e deve se retirar ou certamente será expulso”. No decorrer de 2020, a coalizão militar imperialista encabeçada pelo USA já retirou mais de 7,5 mil soldados do Iraque.


Após ataque da Resistência, as chamadas "forças antiterroristas" do Estado fantoche iraquiano reforçam segurança na Embaixada ianque. Foto: AFP

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza