SP: Dois ônibus são incendiados após adolescente ser assassinado pela Rota

A- A A+

Dois ônibus foram incendiados por moradores do bairro Cidade Tiradentes, na zona leste de São Paulo, na noite do dia 31 de maio. Segundo relatos, os trabalhadores fizeram a ação como forma de protesto após um jovem ser morto por militares das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) da Polícia Militar (PM), na noite do dia 30 de maio.

Os veículos foram incendiados nas ruas Cachoeira Morena e Inácio Moreno, distante apenas 3 km um do outro. Segundo testemunhas os manifestantes pediram para todos descerem e logo após incendiaram o coletivo. O corpo de Bombeiros foi acionado para apagar as chamas, porém ao chegar o veículo já estava completamente destruído.

Um dos ônibus incendiados por moradores revoltados com a violência policial ainda em chamas. Foto: Banco de Dados AND

Adolescente assassinado por policiais civis

Em outro caso, o adolescente Juan Ferreira, de 16 anos, foi assassinado no dia 21 de maio por dois policiais civis que invadiram a casa onde o jovem morava com a família em Sapopemba, na zona leste de São Paulo, e o assassinaram na frente dos três irmãos mais novos com oito tiros. O rapaz foi socorrido e morreu no hospital, testemunhas disseram que o jovem estava desarmado.

Segundo os policiais eles foram até a casa de Juan pois o garoto era “suspeito” de tentar “roubar a moto” de um dos agentes. Segundo a Rede de Proteção e Resistência contra o Genocídio, “não é porque o adolescente era suspeito de participação em um roubo que o policial poderia agir dessa forma. E, caso confirmada a versão da família, estaremos diante de um crime mediante vingança”.

O jovem Juan Ferreira de 16 anos, assassinado por policiais civis dentro de sua própria casa. Foto: Banco de Dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza