Aviões de guerra de Israel violam espaço aéreo do Líbano e bombardeiam a Síria

A- A A+

Centro de Estudos Científicos e Pesquisa da Síria, instalação militar atingida por bombardeios israelenses, em julho de 2018, atacada novamente em 4/05/2020. Foto: Banco de dados AND

Na noite do dia 4 de junho, as defesas aéreas sírias foram ativadas após interceptarem um ataque lançado pelo Estado sionista de Israel próximo à cidade de Masyaf, no interior de Hama. Os aviões de guerra sionistas violaram a soberania do Líbano e invadiram seu espaço aéreo para atingir os alvos do bombardeio na Síria. Foram relatados pelo menos nove mortos, além de explosões e um grande incêndio causados pelo ataque.

O alvo da agressão foi identificado por analistas de guerra a partir de fotos aéreas como sendo o Centro de Estudos Científicos e Pesquisa da Síria (CERS), um laboratório de defesa que, segundo o monopólio de imprensa Associated Press (AP), fabrica armamentos, como mísseis avançados. 

Em maio, um bombardeio israelense em Masyaf feriu seis soldados e destruiu vários edifícios, ao que o complexo do CERS já havia sido também bombardeado por Israel há quase dois anos, em julho de 2018. 

A instalação de Masyaf fica localizada, de acordo com a AP, a poucos quilômetros de distância da bateria antiaérea síria S-300, bem como de uma bateria S-400, operada pelo imperialismo russo e ainda mais avançada.

Como de praxe, as Forças de Defesa de Israel (IDF) não assumiram responsabilidade pela agressão flagrante, porém, com base em fotografias e vídeos do ataque, analistas identificaram o alvo e confirmaram a veracidade da agressão. Também moradores do vizinho Líbano relataram na internet ter ouvido e avistado os aviões de guerra do Estado sionista voando a baixa altitude em direção a Síria. 

As imagens, divulgadas e compartilhadas em redes sociais na internet, mostraram tanto aviões israelenses voando sobre território libanês (como pode ser visto aqui), quanto mísseis anti aéreos sírios sendo disparados para o céu, assim como os grandes incêndios no solo (divulgados aqui).

É a segunda vez em uma semana que Israel viola a soberania libanesa e invade seu território. Poucos dias antes do bombardeio, um tanque Merkava IV (principal veículo de combate das IDF) violou a fronteira sul do Líbano, em Aadaysi, e foi confrontado pelo Exército libanês. 

Também recentemente vários tanques e soldados sionistas foram flagrados invadindo a cidade de Mays al-Jabal, também no sul do Líbano. Segundo denúncias do governo libanês, o Estado sionista de Israel realizou mais de 1000 agressões à soberania nacional do Líbano no decorrer dos últimos cinco meses através de invasões territoriais tanto por terra, quanto por mar ou ar. 

Tanque sionista "Merkava" no sul do Líbano, violando a soberania nacional do país. Foto: Banco de dados AND

Incêndios causados por ataques aéreos de Israel contra a Síria, 4/05/2020. Foto: Banco de dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira