Cebraspo: 'Índia: Parlamentares fazem petição em defesa de Varavara Rao e Dr Saibaba

A- A A+
Reproduzimos uma tradução feita pelo Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos (Cebraspo) com relação a uma carta redigida por parlamentares do velho Estado indiano em que exigem tratamento de saúde para os presos políticos indianos. O Cebraspo reitera que além do tratamento de saúde, exige também a liberdade incondicional dos presos políticos da indianos.

Catorze membros do parlamento indiano redigiram uma petição ao Ministro-chefe de Maharashtra, Uddhav Thackeray, exigindo tratamento médico ao poeta revolucionário de 81 anos, Varavara Rao, e ao professor universitário Dr. G.N. Saibaba, preso desde 2014 com saúde fragilizada, atingido por mais de 19 problemas de saúde desde sua prisão e com 90% de seu corpo paralisado. 
 
Os parlamentares argumentam as frágeis situações de saúde de ambos os presos políticos e que as precárias condições das masmorras do velho Estado não oferecem atenção médica necessária para ambos.
 
O CEBRASPO reproduz a denúncia e exige não apenas o atendimento médico aos mencionados, mas também a liberdade incondicional aos mesmos e a todos os presos políticos do velho Estado indiano.
 
Postamos abaixo tradução do comunicado postado no portal redspark
Varavara Rao (à direita) e Dr. GN Saibaba (à esquerda).
Expressando sua grave preocupação com a saúde do poeta Varavara Rao, de 81 anos, que foi condenado no caso Bhima Koregaon, 14 membros do Parlamento (MPs) escreveram ao ministro-chefe de Maharashtra, Uddhav Thackeray, em 19 de junho, instando as autoridades estaduais a fornecer tratamento médico a Rao e ao ex-professor da Universidade de Delhi GN Saibaba.
 
Os catorze parlamentares, de vários partidos políticos, incluindo PCI (M), Congresso, DMK, VCK, PCI e RJD, pediram atenção médica para a dupla à luz do surgimento de casos de COVID-19 nas prisões.
 
Rao foi preso na cadeia central de Taloja, Navi Mumbai. Em 28 de agosto de 2018, ele foi preso por seu suposto envolvimento na violência de Bhima Koregaon e foi acusado de conspirar para assassinar o primeiro-ministro Narendra Modi.
 
Em sua carta, os deputados escrevem que o homem de 81 anos vomita diariamente e não está se sentindo bem. Os parlamentares mencionaram que seus relatórios de saúde mencionam um distúrbio eletrolítico que pode ter um impacto prejudicial à saúde, já que Rao é um paciente cardíaco. A carta acrescentou que suas úlceras intestinais também precisam de um exame urgente e que o procedimento não foi realizado nem mesmo após seis meses de sua prescrição.
 
“Como ele está em péssimas condições de saúde, pedimos que você o transfira para um hospital. O nível atual de atendimento prestado na cadeia não é aceitável. Pedimos que você lhe dê a atenção médica necessária e urgente, movendo-o para um hospital ”, acrescentou o comunicado.
 
Os deputados que escreveram para o Maharashtra CM são: PR Natarajan (CPI (M)), KK Ragesh (CPI (M)), K Subbarayan (CPI), Uttam Kumar Reddy (Congresso), Komati Reddy Venkat Reddy (Congresso), Manoj Jha (RJD), D Ravikumar (VCK), Thol Thirumavalavan (VCK), A Revanth Reddy (Congresso), Sumathy Thamizhachi Thangapandian (DMK), Tiruchi Siva (DMK), Kanimozhi (DMK) e S Venkatesan (CPI (M)) )
 
"Também aproveitamos esta oportunidade para solicitar acesso ao tratamento médico para o Dr. GN Saibaba, o professor de cadeira de rodas com 90% de deficiência, cuja condição de saúde também é mais vulnerável", acrescentaram o comunicado.
 
O poeta e escritor de esquerda Varavara Rao está entre os 11 ativistas de direitos humanos que foram presos por seu suposto papel na violência de Bhima Koregaon. Os outros são Sudha Bhardwaj, Shoma Sen, Anand Teltumbde, Gautam Navlakha, Arun Ferreira, Vernon Gonsalves, Surendra Gadling, Mahesh Raut, Sudhir Dhawale e Rona Wilson.
 
Em uma carta emitida em 16 de junho, 500 pessoas, incluindo personalidades do cinema como Soumitra Chatterjee, Adoor Gopalakrishnan, Naseeruddin Shah e Aparna Sen, escreveram: “Esses ativistas não são criminosos condenados. Nem planejam fugir do país e fugir da lei. Exigimos que eles recebam fiança imediatamente por motivos humanitários, pois suas vidas estão em risco no momento em que uma pandemia ocorre em todo o país. ”
 
Em 30 de maio, a esposa de Rao exigiu sua libertação imediata sob fiança depois que ele foi hospitalizado no hospital JJ, na noite de 28 de maio. Os médicos disseram que Rao havia reclamado de tontura e desmaiado por um breve período. No entanto, ele foi mantido no hospital por apenas um período de três dias.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza